Austrália proibirá saudação e símbolos nazistas em tentativa de conter extrema-direita

Austrália proibirá saudação e símbolos nazistas em tentativa de conter extrema-direita

Internacional

Símbolos como suásticas e insígnias da SS serão banidos na Austrália com até 12 meses de prisão para os infratores.

A Austrália planeja introduzir novas leis que proíbem a exibição pública e a venda de símbolos e apetrechos nazistas, já que o país vê um aumento no movimento de extrema-direita.

O procurador-geral Mark Dreyfus disse na quinta-feira que o governo introduziria leis que criminalizam a exibição e venda de motivos nazistas, como a suástica – um dos símbolos mais reconhecidos da propaganda nazista – e a insígnia em forma de raio da SS (Schutzstaffel), a ala paramilitar do partido nazista.

A lei proibirá o uso de tais símbolos em bandeiras, braçadeiras ou impressos em roupas. A proibição da saudação nazista também será adicionada à lei federal.

“Temos visto, muito tristemente, um aumento no número de pessoas exibindo esses símbolos vis, que são símbolos que não têm lugar na Austrália, deveriam ser repugnantes”, disse Dreyfus ao canal de televisão australiano Channel Seven.

“Não há lugar na Austrália para símbolos que glorifiquem os horrores do Holocausto”, disse Dreyfus.

“E não permitiremos mais que as pessoas lucrem com a exibição e venda de itens que celebram os nazistas e sua ideologia maligna”, disse ele.

A legislação será apresentada ao parlamento na próxima semana e espera-se que seja aprovada com o apoio da oposição.

A agência de espionagem da Austrália tem alertado que os grupos de extrema-direita estão em ascensão na Austrália e que eles se tornaram mais organizados e visíveis.

Em março, um grupo de neonazistas entrou em confronto com manifestantes dos direitos dos transgêneros em Melbourne e membros foram vistos levantando os braços em uma saudação nazista perto do prédio do parlamento estadual.

O diretor da Organização de Inteligência de Segurança Australiana, Mike Burgess, disse no mês passado que as células marginais de neonazistas australianos pareciam estar ficando cada vez mais ousadas, e os extremistas de direita representavam aproximadamente 30 por cento do número de casos de contraterrorismo do país.

“No caso dos grupos neonazistas, o que nos preocupa são as pessoas que são atraídas por essa ideologia”, disse Burgess.

Um supremacista branco nascido na Austrália assassinou 51 fiéis muçulmanos no massacre da mesquita de Christchurch em 2019 na Nova Zelândia.

Dreyfus disse que todos os estados e territórios australianos aprovaram leis ou anunciaram planos para proibir os símbolos nazistas, e as leis federais propostas vão se encaixar na legislação estadual.

Os dois estados mais populosos da Austrália – New South Wales e Victoria – já restringiram a exibição de símbolos nazistas em público.

Aqueles que violarem as leis propostas podem pegar até 12 meses de prisão, enquanto a exibição pública de símbolos nazistas para fins acadêmicos, educacionais, artísticos, literários, jornalísticos ou científicos também estaria isenta.

Haverá também isenções para o uso religioso de suásticas, que tem significado espiritual no hinduísmo, jainismo e budismo.

A propriedade privada de parafernália nazista – como colecionadores de itens históricos e lembranças de guerra – não será proibida, embora a venda de tais itens por dinheiro seja proibida, informou a rede australiana 9News.


Com informações do site Al Jazeera

Compartilhe este post
Macedo CarnesSabores da TerraCitopatologista Dra JosileneAri ClinicaAfonsinho AmaranteFinsolComercial Sousa Netoclinica e laboratorio sao goncaloCetec AmaranteEducandario Menino JesusMercadinho AfonsinhoAlternância de BannersPax Uni~ão AmarantePax Uni~ão AmaranteDr. JosiasPier RestobarPax Uni~ão AmaranteHospital de OlhosIdeal Web, em AmaranteMegalink AmaranteSuper CarnesInterativa