AMARANTE

Política

Com Central de Leitos, HGV passa por mudanças

Publicado em

Política

O diretor do Hospital Getúlio Vargas, Carlos Iglézias, esteve reunido, na manhã desta sexta-feira (4), com coordenadores clínicos para definir como será organizado a regulação de pacientes para o HGV. Segundo ele, os leitos do HGV, a partir de agora, são da Central de Regulação do Estado. “O leito passa a ser do hospital e não da clínica, assim como a sala de cirurgia. A enfermagem tem que estar preparada para receber qualquer paciente”, ressalta.

Ele explica que o HGV está passando por mudanças estruturais e de comportamento. ”Estamos passando por um momento histórico no HGV, de mudanças estruturais e de comportamento”, disse Iglézias. A meta é fazer com que a taxa de ocupação em todas as clínicas seja de 85%.

Iglezias explica que todas essas mudanças devem-se à participação do HGV como componente da Rede de Urgência como hospital Retaguarda. O intuito é promover uma regulação e uma gestão de leitos de acordo com as reais necessidades dos pacientes e com o perfil assistencial e a capacidade instalada de cada unidade de saúde do Estado.

Leia Também:  Mensasgens do Executivo lidas em Plenário na sessão desta segunda-feira

Segundo ele, todo paciente transferido para o HGV deve respeitar protocolos estabelecidos pela Central de Regulação do Estado que está sendo implantada.

COMENTE ABAIXO:

Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

Política

Escola Cidadão Cidadã vai adotar modelo híbrido na volta às aulas

Publicados

em


Atenta ao crescimento do número de infectados pela Covid-19 e pela variante H3N2 do vírus Influenza no mês de janeiro, a Escola Cidadão Cidadã decidiu que o início das aulas, na próxima segunda-feira (24), adotará o modelo híbrido. A adesão à medida segue uma nota técnica publicada no começo de janeiro pela Secretaria de Saúde do Estado do Piauí (Sesapi) e atende à preocupação de alguns pais com o momento de ascensão dos casos de virose em Teresina.

A decisão acompanha o momento da campanha de vacinação no estado. Alunos com idade igual ou maior a 12 anos só poderão assistir às aulas presencialmente apresentando cartão de vacinação Covid-19 atualizado. Para os com menos de 12 anos, a comprovação da vacina ainda não será obrigatória, mas a escola seguirá o protocolo sanitário que limita o número de alunos nas salas. Professores, pais, responsáveis e demais trabalhadores também serão obrigados a mostrar o comprovante de vacinação com pelo menos duas doses.

Para os alunos vacinados que tenham a partir de 12 anos e para os estudantes com menos de 12 anos, a escolha por assistir às aulas presencialmente ou online, neste primeiro momento, ficará a critério dos pais. Apenas as avaliações serão realizadas, obrigatoriamente, no formato presencial.

Leia Também:  Mensasgens do Executivo lidas em Plenário na sessão desta segunda-feira

Medidas de proteção como uso obrigatório de máscaras, incentivo à constante higienização das mãos e manutenção de ambientes com ventilação natural continuarão sendo adotadas para seguir a nota técnica da Sesapi e proteger a comunidade escolar. A limpeza dos ambientes e o controle dos casos de Covid-19 entre estudantes também serão mantidos.

Confira o informativo publicado pela Supervisão Pedagógica da Escola Cidadão Cidadã:

“Senhores pais ou responsáveis,
Informamos que devido ao grande número de pessoas infectadas nesse momento pelos vírus Covid-19 e H3N2, nossas aulas irão iníciar dia 24/01/2022, na modalidade híbrida, conforme as observações a seguir:
1 – Para todos os alunos com idade igual ou superior a 12 anos será obrigatória a apresentação do cartão de vacinação Covid-19 atualizado;
2 – Não haverá rodízio e nem grupos, ficando a critério das famílias assistir às aulas presenciais ou online;
3 – Todas as provas serão aplicadas presenciais;
4 – O uniforme é obrigatório a partir do primeiro dia de aula.
5 – O acesso à escola para pais e responsáveis somente com a apresentação do cartão de vacinação Covid-19.

Atenciosamente, 

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

PIAUÍ

POLÍCIA

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA