AMARANTE

Piauí

Sem pratos, refeições de presos são servidas em sacos plásticos no Piauí

Avatar

Publicado em

Piauí

Detentos da Penitenciária Mista Juiz Fontes Ibiapina, em Parnaíba, Litoral do Piauí, a 318 km de Teresina estão recebendo as refeições em sacos plásticos, ao invés de pratos ou vasilhas de alumínio descartável conhecidas por ‘quentinhas’. Também sem talheres, os presos são obrigados a comer usando as mãos. A denúncia foi feita pelo Sindicado dos Agentes Penitenciários do Piauí (Sinpoljuspi), que após uma visita constatou que pelo menos metade dos presos estariam se alimentando nessas condições precárias.

“O sindicato flagrou os internos se alimentando diretamente em sacolas plásticas, um completo descaso. Além disso eles não recebem nem ao menos os talheres, tendo que comer com as próprias mãos. É uma situação humilhante”, descreveu o o diretor administrativo do Sinpoljuspi, Kleiton Holanda.
Segundo ele, a situação foi constatada durante uma visita feita à penitenciária no mês de setembro. Ainda conforme o diretor, a prática já havia sido observada em outra ocasião, no ano de 2012.

Para Kleiton, o flagrante demonstra o descaso da administração em relação aos indivíduos reclusos e com os próprios servidores. “Isso mostra a total falta de gestão dos administradores. Fatos desta natureza nos tempos de hoje não são mais admissíveis. Uma situação como essa é lamentável, pois a penitenciária, que deveria ser um local de ressocialização e reabilitação acaba se tornando um completo prejuízo para o interno. Tratados assim, praticamente como animais, estes indivíduos terminam saindo em condições ainda mais comprometidas do que como entraram. Acaba sobrando para os próprios servidores, que se tornam alvo da revolta dos internos. Isso traz problemas para todos”, avalia.

Leia Também:  Audiência pública discute mortes por acidentes na BR 402 em Parnaíba

Diante da denúncia, o G1 procurou a Secretaria Estadual de Justiça (Sejus). Questionado sobre a condição dos internos, o diretor de presídios do órgão, Wellington Rodrigues, disse apenas que de acordo com as informações recebidas pela administração da penitenciária, as vasilhas para a alimentação dos detentos já foram repostas este ano. Segundo a direção, a falha se encontra na prática que envolve a entrega e recolhimento dos recipientes, em que os servidores não fazem a manutenção dos objetos.
“Conforme a administração da penitenciária, as vasilhas já foram repostas, mas o que acontece é que o procedimento de entrega e recolhimento não está sendo feito corretamente. O servidor entrega o alimento ao interno e não recolhe o recipiente após a refeição. Depois, os detentos utilizam o material das vasilhas para acender fogo durante a noite, provavelmente para fazer café. Dessa forma não sobra com o que guardar as refeições no dia seguinte” comentou Wellington Rodrigues.
A Penitenciária Mista Juiz Fontes Ibiapina guarda ainda outros problemas graves. A superlotação é o principal deles, segundo o Sinpoljuspi. Com capacidade para 160 presos, atualmente a unidade prisional abriga 479 detentos, praticamente o triplo. O presídio, que recebe homens e mulheres, também não conta com espaço adequado para manter filhos das presas. Em janeiro desse ano, o G1 mostrou que o espaço destinado ao berçario estava sendo ocupado por internos adultos e o corredor que dá acesso ao local estava tomado pelo lixo.
“Essa penitenciária foi construída a partir do local onde funcionava um mercado e daí que suas instalações são bastante precárias. Por exemplo, as paredes das celas são de tijolos simples e como a cidade está situada no Litoral existe a questão da maresia que acaba deixando o ambiente insalubre diante da umidade”, relatou ainda Vilobaldo Carvalho, presidente do Sindicato.

Leia Também:  Idoso colide contra animal na PI-116 e morre após dar entrada em hospital

Fonte:G1 Piauí

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

Piauí

Inscrições abertas para Seminário de Preparação para o Legislativo Municipal

Avatar

Publicados

em


O Tribunal de Contas do Estado do Piauí (TCE-PI), por meio da Escola de Gestão e Controle (EGC), abriu inscrições para a primeira edição do Seminário de Preparação para o Legislativo Municipal, que ocorrerá nos dias 24 e 25 de maio, em formato virtual, através do canal do TCE-PI no YouTube. O evento é destinado a todos os vereadores e vereadoras dos 224 municípios do Piauí.

Na programação do Seminário, os legisladores receberão formação nas seguintes temáticas: O ciclo Orçamentário e o Papel do Vereador: PPA/LDO/LOA; Limites de Despesas Públicas; Controle Externo e Parecer Prévio; Processo Legislativo; Controle Interno Municipal: Diretrizes Constitucionais e a Relação com o Controle Externo; O Papel do Vereador no Enfrentamento da Corrupção.

As inscrições são gratuitas, online, e podem ser feitas clicando aqui. O evento será integralmente online e com certificação para todos os participantes inscritos. Mais informações podem ser obtidas diretamente com a EGC, pelo telefone (86) 3215-3927.

Confira, abaixo, a programação completa.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Carreta carregada de milho tomba em Floriano; motorista morre
Continue lendo

CIDADES

PIAUÍ

POLÍCIA

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA