AMARANTE

Geral

Rio: mortes em operação na Penha chegam a 21, diz Ministério Público

Publicado em

Geral

A operação mais mortal das forças de segurança do Rio neste ano resultou em pelo menos 21 mortos, no Complexo da Penha, segundo a última atualização do Ministério Público (MP). A ação reuniu efetivos das polícias Militar, Federal e Rodoviária Federal, desde a madrugada, com objetivo de prender lideranças criminosas escondidas na comunidade.

O MP instaurou um Procedimento Investigatório Criminal (PIC) para apurar as circunstâncias das mortes ocorridas durante operação policial. O PIC determina que o comando do Batalhão de Operações Especiais (Bope) envie, em um prazo máximo de dez dias, o procedimento de averiguação sumária dos fatos ocorridos durante a operação. Devem ser ouvidos todos os policiais militares envolvidos e indicados os agentes responsáveis pelas mortes, além de esclarecer sobre a licitude de cada uma das ações letais.

Quanto aos agentes federais envolvidos na ação, foi expedido ofício ao Ministério Público Federal (MPF) para ciência dos fatos e a adoção das medidas cabíveis. Além disso, foi requisitado ao Departamento-Geral de Homicídios e Proteção à Pessoa da Polícia Civil que sejam enviadas informações sobre os inquéritos policiais instaurados para apurar os fatos.

Leia Também:  Identificado o 266º corpo da tragédia em Brumadinho

A 2ª Promotoria de Justiça de Investigação Penal Especializada também encaminhou ofício à Delegacia de Homicídios, recomendando que todas as armas dos policiais militares envolvidos na ação sejam apreendidas e enviadas para exame pericial, inclusive comparando com os projéteis que venham a ser retirados das vítimas.

Operação

De acordo com a assessoria da PM, as equipes do Bope e da PRF se preparavam para a incursão, quando criminosos começaram a fazer disparos de arma de fogo na parte alta da comunidade. Uma mulher foi ferida na Chatuba, uma comunidade fora da área da operação, e morreu no local.

Durante a ação, ocorreu confronto. Houve apreensão de 13 fuzis, quatro pistolas e 12 granadas, além de drogas. O total ainda será contabilizado. O feridos foram encaminhados ao Hospital Estadual Getúlio Vargas.

Segundo informações do setor de inteligência da PM, três destes feridos seriam de outros estados. Na localidade conhecida como Vacaria, mais de 20 veículos, entre motos e carros, usados por criminosos em fuga, foram apreendidos.

Leia Também:  Menina de 13 anos escapa da cova após ser estuprada e enterrada viva no Paquistão

Edição: Lílian Beraldo

Fonte: EBC Geral

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Geral

Carro invade ponto de ônibus e deixa feridos e um morto em Brasília

Publicados

em

Um grave acidente em um ponto de ônibus na plataforma superior da Rodoviária do Plano Piloto, na região central de Brasília, quebrou a rotina da capital federal, no início da manhã desta quarta-feira (6).

Um carro que trafegava no sentido Asa Norte, perdeu o controle, invadiu uma parada de ônibus, atingindo várias pessoas. Uma delas, uma mulher, foi arremessada da plataforma superior, caindo na N1, uma das vias de Brasília, morrendo no local.

Segundo a Polícia Militar, outras pessoas ficaram feridas. Entre elas, uma mulher ficou presa entre um poste e as ferragens do veículo.

Ela recebeu atendimento do Corpo de Bombeiros e Samu e foi levada ao Hospital de Base, em estado grave. Dois homens e uma criança de colo também precisaram de atendimento hospitalar.

De acordo com a PM, o acidente aconteceu por volta das 7h, quando o motorista de um carro de passeio perdeu o controle veículo e atingiu o ponto de ônibus. No carro estava um casal.

O condutor fez o teste do bafômetro, com resultado negativo. Ainda desorientado, ele teve de ser conduzido ao hospital.

Leia Também:  Aniversário de SP deve movimentar mais de 5 milhões de veículos

O local foi interditado para o trabalho da perícia da Polícia Civil. A ocorrência foi registrada na 5ª Delegacia Policial.

Edição: Fernando Fraga

Fonte: EBC Geral

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

PIAUÍ

POLÍCIA

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA