Menu...

24 de junho de 2018

Estudante de Direito é preso em Goiás suspeito de matar e esconder corpo de piauiense em mala


Hospital de Olhos

O assassinato da piauiense Adriana Nunes de Sousa, natural de Cristino Castro, que teve o seu corpo escondido dentro de uma mala em Aparecida de Goiânia-GO, conforme divulgado no Somos Notícia, tem como principal suspeito o estudante de Direito Ubiratan Nunes de Sousa, de 35 anos.

Câmeras de segurança flagraram o momento em que o estudante e Adriana fizeram compras em um supermercado na véspera do ocorrido. À polícia, ele nega o envolvimento com o crime e disse ainda que a mulher esteve por duas noites na residência de um homem.

“Apesar dele negar envolvimento, nós temos todos elementos que comprovam que estiveram juntos e que ele é o autor do homicídio. A motivação ainda não foi esclarecida”, afirmou o delegado Klayter Camilo, que está à frente das investigações.

De acordo com as investigações, o crime aconteceu no dia 22 de fevereiro na casa do estudante, no setor Santo Antônio, em Aparecida de Goiânia.

“Nós analisamos todo o itinerário da vítima, por meio de análise das imagens e também de outros elementos sigilosos, e chegamos até este endereço e, consequentemente ao suposto autor do crime”, completou o investigador.

Ubiratan foi preso em um prédio no Setor Bueno, onde trabalhava como porteiro. Ele, segundo informações, estaria cursando o 9º período do curso de Direito.

O estudante de Direito e a vítima foram vistos na véspera do assassinato

Tags:

Comente aqui

non Lorem luctus ut tristique suscipit Curabitur ut Sed dictum quis, libero