AMARANTE

Piauí

Piauí é o 2º estado com maior número de alunos repetentes em todo o Brasil

Avatar

Publicado em

Piauí

Dentre os 27 estados brasileiros, o Piauí ocupa o segundo lugar na lista dos piores quanto ao índice de reprovação de alunos do ensino médio. De acordo com o ranking produzido pela revista Exame e divulgado ontem (27), o Estado possui mais de 50% de seus alunos em uma série que não corresponde à sua idade. A maioria destes está com mais de dois anos de atraso.

A situação é realidade em todo o Brasil, e mesmo aqueles que estão em “melhor” situação, como São Paulo e Santa Catarina, não estão em uma condição confortável. Enquanto o Piauí possui 51% de seus alunos reprovados – sendo 55,4% nas escolas públicas e 14,8% nas particulares – São Paulo possui um índice geral de 19%. O ideal seria que esse índice fosse de no máximo 10%.

Em situação pior que a do Piauí está apenas o estado do Pará, onde o índice geral é de 56% de repetentes nas salas de aula. A maior parte dos estudantes está atrasada mais de dois anos. A situação é preocupante não apenas pelo índice de reprovação em si, mas porque a taxa de abandono da escola é maior entre alunos repetentes.

Leia Também:  Mulher é presa pela Polícia Federal no Piauí por retirar benefício de irmã morta durante 17 anos

Veja abaixo a análise feita pela publicação:

Em 3 estados brasileiros, alunos repetentes são maioria

Você tem 15 anos e está no 1º ano do ensino médio. Você olha para o lado e mais da metade de seus colegas são, pelo menos, dois anos mais velhos que você. É possível que eles já tenham reprovado, largado os estudos e depois retornado ou simplesmente começaram a estudar atrasados. Não importa: eles estão na série errada para a idade deles.

Um ambiente como esse é um prato cheio para o que se detecta no início do ensino médio em nível nacional: em nenhuma outra série, tantos alunos largam o curso no meio do ano letivo (ação conhecida como abandono) ou até terminam, mas não aparecem no ano seguinte para estudar (a chamada evasão). As reprovações vão às alturas.

Não é preciso ser estudioso do tema para saber que quem perde (muito) com isso é o Brasil, os próprios jovens e, comprovam os estudos, até seus filhos.

A situação imaginada no começo desta matéria é uma realidade estatística do 1º ano em escolas do Pará, Piauí e Bahia, os casos mais sérios da chamada “distorção idade-série”.

Leia Também:  Escolas do Piauí fazem adaptação do calendário letivo para a Copa de 2014

Nesse triste cenário, alguns estados têm lidado melhor com o problema. São, principalmente, São Paulo e Santa Catarina, os únicos onde o número é menor que 20% no 1º ano. O elogio a essas últimas unidades da federação, porém, é relativo.

“Qualquer coisa acima de 10% é pouco razoável. Em estados mais pobres, ter números perto de 20% não seria absurdo”, diz Ernesto Faria, coordenador de projetos da Fundação Lemann, sobre os índices que o Brasil deve almejar na área.

Para ele, o grande entrave hoje é o hábito de tratar a repetência como problema do aluno, e não da escola (mesmo que ela atinja metade deles!), quase não havendo estratégias para recolocá-los ns direção certa.

“O aluno que repetiu é tratado da mesma forma, sem diferenciação”, afirma Faria, que coletou os números que podem ser vistos a seguir no Censo Escolar 2012, todos presentes também no QEdu, plataforma online de dados educacionais.

Veja onde este problema é mais ou menos grave no país. E lembre: nenhum dos estados está em situação realmente confortável. Nem os melhores.

Fonte: portalodia

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

Piauí

TCE-PI lança editais de concurso para provimento de cargos públicos

Avatar

Publicados

em


O Tribunal de Contas do Estado do Piauí (TCE-PI) disponibilizou nesta segunda-feira (17) os editais para o Concurso Público TCE-PI 2021, sendo um edital para as cinco vagas de nível médio e um edital para a vaga de nível superior. Ao todo, são seis vagas, sendo uma, de ampla concorrência, para o cargo de Auditor de Controle Externo – Área específica de Engenharia (nível superior), e cinco para o cargo de Assistente de Administração (sendo 04 vagas para ampla concorrência e 01 vaga para pessoa com deficiência), exigindo nível médio.

A organizadora do concurso é a Fundação Getúlio Vargas (FGV). As inscrições para o certame iniciam já nesta terça-feira (18), a partir das 16h, e seguem até as 16h do dia 21 de junho (neste link: https://conhecimento.fgv.br/concursos/tcepi21). As provas estão previstas para o dia 22 de agosto, no turno da tarde (com possibilidade de adiamento, tendo em vista a situação de pandemia do novo coronavírus). A taxa de inscrição é de R$ 80,00 para o cargo de nível médio e de R$ 160,00 para o cargo de nível superior. Também será assegurada, de acordo com a legislação vigente, a gratuidade da taxa.

Leia Também:  Mudança em lei deve aposentar 120 policiais civis no PI a partir de junho

Para o cargo de Assistente de Administração serão cobradas as seguintes disciplinas: como conhecimentos básicos, Língua Portuguesa, Legislação Específica e Matemática Financeira, e como conhecimentos específicos, Noções de Administração Financeira e Orçamentária, Noções de Administração, Noções de Contabilidade, Noções de Direito Administrativo e Noções de Direito Constitucional.

Para o cargo de Auditor de Controle Externo – Área específica de Engenharia, como conhecimentos básicos, a seguintes disciplinas: Língua Portuguesa, Direito Constitucional e Direito Administrativo, Administração Financeira e Orçamentária; como conhecimentos específicos: Auditoria, Controle Externo, Auditoria de Obras Rodoviárias, Auditoria de Obras de Edificações e Auditoria de Obras Hídricas e Saneamento. Para ambos os cargos, além da prova escrita objetiva, também haverá prova escrita discursiva (redação).

O vencimento básico para o cargo de Auditor de Controle Externo é de R$ 11.474,13. Já para o cargo de Assistente de Administração é de R$ 2.699,79. Ambos os cargos contam com outros benefícios, como auxílio alimentação, por exemplo.

Os editais também destacam procedimentos sanitários que serão adotados no dia da realização das provas, em virtude da pandemia da Covid-19. Todos os locais de aplicação apresentarão rotas e marcações no chão, a fim de garantir o distanciamento seguro. As salas de aplicação serão organizadas com redução da capacidade, mantendo-se o distanciamento adequado entre as carteiras, e serão submetidas aos cuidados necessários de higiene e ventilação. Sempre que possível, as portas e janelas serão mantidas abertas. Serão disponibilizados frascos de álcool em gel em todas as salas e pontos de circulação. Também haverá liberação de entrada antecipada e triagem rápida na entrada dos (as) candidatos (as), para reduzir o tempo de espera na identificação. O uso de máscara será obrigatório.

Leia Também:  Notas de alunos da Rede Estadual de Ensino do PI serão entregues aos pais via celular e por e-mail

Para ter acesso aos editais, seguem os links:

Edital – Assistente de Administração (nível médio).

Edital – Auditor de Controle Externo (nível superior).

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

PIAUÍ

POLÍCIA

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA