AMARANTE

TECNOLOGIA

Pendrive para iPhones promete revolucionar o mercado

Publicado em

TECNOLOGIA

Pendrive para iPhone

A SanDisk anunciou nesta sexta-feira seu primeiro pendrive para iPhones e iPads. Com ele, o usuário consegue sincronizar os arquivos do dispositivo iOS para o removível sem a necessidade de cabos ou recorrer ao sistema de transferências da Apple.
O pendrive para iPhones (iXpand) é compatível com os seguintes produtos: iPhones 6, 6 Plus, 5c, 5s e iPads Air 2, Air, Mini 3, mini2 e mini. Ele vem em duas versões: 16 GB e 64 GB, tem conectitividade USB e lightning e funciona através do aplicativo de mesmo nome. Nos EUA o gadget sai pelo equivalente a R$ 154 (versão de 16 GB) e R$ 312 (versão de 64 GB).
Pendrive para iPhones

Forma de uso do pendrive para iPhones

Para abrir o app, basta conectar o iXpand ao smartphone ou tablet. Por meio do aplicativo é possível definir sincronizações automáticas de fotos e vídeos e armazenar files na unidade flash e reproduzi-los diretamente no dispositivo.
O pendrive para iPhones também é capaz de criptografar os dados armazenados, impedindo que eles sejam acessados por pessoas não autorizadas. O dispositivo deve chegar ao Brasil somente no primeiro trimestre de 2015.
via: Olhar Digital

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Google vence Xuxa novamente em disputa judicial sobre filme polêmico
Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

TECNOLOGIA

WhatsApp não imporá restrições a quem não aceitar regras de dados

Publicados

em


O WhatsApp não imporá mais restrições aos usuários que não aderirem às novas regras de coleta e tratamento de dados que estão em processo de adoção no Brasil e no restante do mundo. As novas práticas da plataforma são questionadas por órgãos como a Autoridade Nacional de Proteção de Dados (ANPD), o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) e o Ministério Público Federal (MPF).

A nova política foi anunciada no início do ano. Ela envolve o repasse ao Facebook, empresa controladora do WhatsApp, de dados das interações com contas comerciais. A nova política entrou em vigor no dia 15 de maio. Inicialmente, o WhatsApp divulgou restrições e limitações a quem não aceitasse a nova política.

Entre as restrições estavam a impossibilidade de acessar a lista de conversas e a suspensão do envio de mensagens e chamadas para o celular algumas semanas depois, caso o usuário não aceitasse a nova política.

Os órgãos ANPD, Cade e MPF apontaram problemas tanto para a proteção de dados dos usuários quanto para a concorrência do mercado de redes sociais e serviços de mensageria. Pesquisadores e entidades de direitos digitais também se manifestaram questionando a nova política.

Leia Também:  iPhones terão telas oled fornecidas pela LG e Samsung, diz Jornal

Diante dos questionamentos, o WhtsApp se comprometeu a adiar a entrada em vigor das limitações por 90 dias. Agora, abandonou este prazo de três meses e abriu mão de impor tais obrigações.

Em nota à Agência Brasil, a empresa afirmou que, devido à discussão com autoridades regulatórias e especialistas em privacidade, a opção foi por não tornar as limitações obrigatórias.

“Ao invés disso, o WhatsApp continuará lembrando os usuários de tempos em tempos para que eles aceitem a atualização, incluindo quando as pessoas escolhem usar determinadas funcionalidades opcionais, como se comunicar no WhatsApp com uma empresa que esteja recebendo suporte do Facebook”, diz o comunicado da plataforma.

Edição: Fábio Massalli

Fonte: EBC Geral

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

PIAUÍ

POLÍCIA

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA