EL PAÍS

O que você pode (e não pode) fazer com o Bard, o novo chatbot de conversação do Google

Tecnologia

O Google acaba de lançar o Bard, seu chatbot de inteligência artificial generativa, nos 27 países da União Europeia e no Brasil. A ferramenta está disponível em 40 novos idiomas, incluindo espanhol, português, chinês, árabe e hindi. Como o popular ChatGPT, é gratuito e oferece várias versões de resposta para a mesma pergunta. Além da capacidade de compor textos, Bard pode ler em voz alta, semelhante ao recurso que já existe no popular tradutor do Google, e suas respostas podem ser compartilhadas via Gmail ou link público. Para interagir com o Bard, você precisa ter uma conta do Google.

Apesar de ter algumas melhorias em relação ao ChatGPT, a ferramenta OpenAI, o chatbot inteligente do Google também apresenta problemas: comete erros ao escrever links da web, identifica imagens incorretamente e, ocasionalmente, fornece informações tendenciosas ou desatualizadas.

Incorpora novas informações, mas o contexto é perdido

Ao contrário do ChatGPT, cujo banco de dados é limitado a 2021, o Bard inclui informações recentes da internet. Por exemplo, você pôde explicar que hoje (13 de julho) é o último dia para votar por correspondência nas eleições gerais na Espanha. Abaixo da resposta há um ícone que direciona para os resultados do Google da pergunta feita.

Bard fornece informações atualizadas da Internet.
Bard fornece informações atualizadas da Internet.

Mas suas respostas ainda são opinativas e imprecisas. Quando questionado sobre quem é o político mais influente da Espanha, Bard responde categoricamente que é Pedro Sánchez. Em uma de suas respostas, ele define como “um político carismático e popular que conseguiu unir um país dividido”. Em outro, ele nomeia paulo casado como o segundo mais influente. E em outro, ele coloca a lista para Albert Rivera Díazex-dirigente do Ciudadanos, que deixou a política há alguns anos.

Vamos compartilhar respostas

Uma melhoria notável em relação ao ChatGPT é a capacidade de ouvir as respostas. O bot usa uma voz masculina que soa mais suave e menos artificial em comparação com o conhecido assistente do Google Tradutor. Além disso, a Bard permite que você exporte seu conteúdo para outros produtos da empresa. Ao clicar no botão de compartilhamento abaixo de cada resposta, você pode enviar um e-mail diretamente do Gmail ou gerar um documento no Google Docs. Também é possível gerar um link com a resposta e compartilhar nas redes sociais, por exemplo.

Cometer erros ao identificar fotos

O Google anunciou sua intenção de integrar o Google Lens, uma ferramenta que permite fazer upload de imagens para obter informações sobre elas, como identificar o que elas representam ou escrever uma descrição. Esse recurso está disponível apenas em inglês, mas não parece funcionar bem. Para usá-lo, você precisa gerar um link de foto no aplicativo Google Fotos e enviá-lo para o chatbot. Ao enviar uma foto da Casa Batlló, em Barcelona, ​​​​Bard errou: suas três respostas apontavam para diferentes lugares do mundo, nenhuma delas apontando para o icônico local catalão.

Bard se engana ao identificar uma foto da Casa Battló, em Barcelona.
Bard se engana ao identificar uma foto da Casa Battló, em Barcelona.

links confusos

Quando Bard foi solicitado a fornecer uma lista das organizações mais relevantes na pesquisa do câncer, o chatbot apresentou uma lista com nomes diferentes, quase todos dos Estados Unidos, apesar das alegações de que as respostas são baseadas na geolocalização do usuário. No entanto, ao solicitar os endereços da Web dessas instituições, a Bard ele errou mais uma vez, apresentando links repetidos para as diferentes instituições. Os chatbots geralmente têm dificuldades com endereços da web na Internet, mas o ChatGPT 3.5, a versão gratuita, respondeu adequadamente à mesma pergunta.

Mais preocupado com a privacidade

A demora da Bard em chegar à União Europeia – o chatbot já funcionava em outros 180 países – se deve, em grande parte, à preocupação das autoridades com a proteção dos dados dos usuários. Quando você abre a página pela primeira vez, Bard apresenta os termos e condições que incluem uma lista de “coisas a saber”. Primeiro, que Bard usa o local e as conversas anteriores para “fornecer a melhor resposta”; que as informações podem ser imprecisas ou inadequadas; que não se deve confiar em você para aconselhamento médico, jurídico, financeiro ou profissional; e que o usuário não deve incluir informações confidenciais. Além disso, cada vez que o chat é aberto, há um aviso de que “humanos podem processar conversas”, portanto, “informações confidenciais” não devem ser incluídas.

Os usuários têm a opção de selecionar a duração pela qual desejam que a Bard retenha seus dados. Por padrão, o Google salva a atividade do Bard por até 18 meses, mas você pode configurá-lo para três ou 36 meses ou desativar totalmente essa opção.

A empresa afirmou que em breve poderá expandir sua disponibilidade para outros idiomas na Espanha, como catalão, basco e galego. Segundo o diretor de gerenciamento de produtos do Google, Jack Krawczyk, Bard já tem a capacidade de responder nesses idiomas, mas “eles precisam treiná-lo para fornecer respostas responsáveis”.

você pode seguir O PAÍS Tecnologia em Facebook y Twitter ou cadastre-se aqui para receber nossos newsletter semanal.

Inscreva-se para continuar lendo

Leia sem limites


Com informações do EL Pais / Tecnología

Compartilhe este post
Canal da SorteMacedo CarnesSabores da TerraCitopatologista Dra JosileneAri ClinicaAfonsinho AmaranteFinsolComercial Sousa Netoclinica e laboratorio sao goncaloCetec AmaranteEducandario Menino JesusMercadinho AfonsinhoPax Uni~ão AmarantePax Uni~ão AmaranteDr. JosiasPier RestobarPax Uni~ão AmaranteHospital de OlhosIdeal Web, em AmaranteMegalink AmaranteSuper CarnesInterativa