AMARANTE

Política

Jair Bolsonaro confirma valor de R$ 600,00 para trabalhador informal

Publicado em

Política

O presidente Jair Bolsonaro triplicou o valor anunciado inicialmente para o vale que será destinado ao trabalhador informal do Brasil e confirmou que será repassado R$ 600,00.

O vale, que está sendo chamado de ‘coronavoucher’, visa repor a renda de trabalhadores informais que não têm a condição de trabalhar por força do isolamento social.

O valor representa o triplo do que foi anunciado previamente pela equipe econômica, que era de R$ 200,00. De acordo com o presidente, o valor foi acertado com o ministro da Economia, Paulo Guedes.

Depois do aval de Bolsonaro, o relator do projeto, deputado Marcelo Aro (PP-MG), mudou o texto da proposta que está sendo analisada pelos deputados, por videoconferência, para elevar o valor a R$ 600 mensais.

O governo não informou qual será o impacto fiscal que será gerado com o valor três vezes maior do que foi prometido inicialmente.

Se for mantido o mesmo número de beneficiários da proposta inicial, é possível que o valor a ser desembolsado pelo Tesouro também triplique, para R$ 45 bilhões.

Leia Também:  Wellington busca parceria com Ministério para Cooperação Econômica e Desenvolvimento da Alemanha

O valor será destinado a cada trabalhador informal durante três meses, segundo o presidente, “para não faltar comida na mesa de quem precisa”.

“Aquela ajuda inicial dos informais, que era muito pouco. Conversei com o Paulo Guedes e ele resolveu triplicar esse valor. Estamos passando essa ajuda emergencial de R$ 600 por três meses para os informais”, disse Bolsonaro.

COMENTE ABAIXO:

Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

Política

Vice-prefeito de Fartura do Piauí tem vitória contra Partido dos Trabalhadores na Justiça Eleitoral

Publicados

em

Vice-prefeito de Fartura do Piauí

A Justiça Eleitoral do Piauí deu ganho de causa ao vice-prefeito de Fartura do Piauí, Telmo Neves Dias, do PP, em ação movida pelo Partido dos Trabalhadores que o denunciou por fazer propaganda antecipada através das redes sociais.

Inicialmente havia sido concedida liminar favorável ao PT para a retirada dos conteúdos, decisão prontamente atendida pelo pré-candidato a deputado estadual. Já a decisão proferida pelo juiz eleitoral Agliberto Gomes Machado no dia 31 de março, julgou improcedente a ação movida afirmando que “nas postagens impugnadas não se verifica pedido explícito de voto, nem veiculação de conteúdo que exorbite a liberdade de expressão”.

A Procuradoria Regional do Trabalho segue o mesmo pensamento e em parecer se manifestou pela improcedência da ação, reforçando que não houve pedido explícito de votos e que o vice-prefeito se utilizou de direito assegurado pela legislação eleitoral de liberdade de expressão.

Para Telmo Neves, o resultado da ação é recebido com satisfação e sentimento de justiça. “Receber esse resultado é muito satisfatório e importante para restabelecer a verdade. Fomos perseguidos e expostos, obedecemos a liminar e agora tivemos essa vitória que mostra que seguimos agindo de forma correta”, reforça o vice-prefeito.

COMENTE ABAIXO:

Leia Também:  Roberto Jefferson deixa a cadeia para cumprir o restante da pena em casa
Continue lendo

CIDADES

PIAUÍ

POLÍCIA

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA