AMARANTE

MARANHÃO

Ex-vigilante é preso acusado de participar de roubo a banco no Maranhão

Avatar

Publicado em

MARANHÃO

Um ex-vigilante, acusado de participação em um roubo em 2014 a uma agência bancária no Estreito, no Maranhão, foi preso na última quinta-feira (3) na comunidade Bela Vista, no município de São Miguel.

Ao perceber que seria preso, Magaiver teria tentado fugir, mas foi contido por policiais que estavam fazendo patrulhamento.

O suspeito de participação no assalto já era procurado da Justiça de Marabá-PA onde ja era acusado por roubo a banco.

Nomomento da prisão, ele estava acompanhado da esposa, de 38 anos, que tem transtornos psicológicos e era considerada desaparecida na cidade de Imperatriz, segundo informou a Polícia Militar do Maranhão.

Com a mulher, policiais encontraram mais de R$ 3 mil. Ela foi liberada após ser ouvida.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Moto invade rodovia e provoca capotamento de automóvel no Maranhão
Avatar

Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

MARANHÃO

Operação Finita Servus investiga trabalho escravo no Maranhão e cumpre mandados

Avatar

Publicados

em

O tráfico de pessoas em situação análoga à escravidão virou alvo de uma operação da Polícia Federal no Maranhão. Pelo menos cinco mandados de busca e apreensão já foram cumpridos na operação, que foi batizada de “Finita Servus”, sendo dois em Santa Inês, um no Centro Novo do Maranhão, além de dois em São Joaquim-SC.

A Polícia Federal informou que trabalhadores são aliciados, por meio de fraude e abuso da condição de vulnerabilidade das vítimas, que recebem promessas de trabalho, alojamento e também alimentação e são levados para o estado de Santa Catarina, tudo pago pela empresa contratante.

As vítimas somente descobrem que foram enganadas quando chegam no destino, onde passam a morar em alojamentos sem condições mínimas de viver com dignidade, além de terem parte do salário e documentos retidos pelos empregadores com a justificativa de pagamento pelas despesas do período.

Os investigados podem responder por crimes de reduzir alguém à condição análoga à de escravo e de tráfico de pessoas. As penas somadas podem alcançar 16 anos de reclusão e multa.

Leia Também:  Após acidente, homem não é atendido em hospital do MA por ser confundido com morador de rua

Segundo a Divisão de Fiscalização para Erradicação do Trabalho Escravo (Detrae), 20% dos trabalhadores resgatados em situação análoga à escravidão no país são naturais do Maranhão.

Operação Finita Servus

A operação foi denominada Finita Servus, termo oriundo do Latim utilizado no Império Romano indicando o fim da escravidão.

 

Com informações do G1

COMENTE ABAIXO:

Continue lendo

CIDADES

PIAUÍ

POLÍCIA

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA