AMARANTE

GERAL

Como avaliar os pneus de um carro seminovo?

Avatar

Publicado em

GERAL

Quando compramos carros novos, não precisamos nos preocupar com o estado das suas peças. Com a exceção de modelos que sofrem recall, os veículos 0 km estão com tudo em dia e não precisam de nenhum tipo de troca ou revisão para funcionar. No entanto, na hora de comprar outros tipos de automóveis, é normal precisar saber como avaliar os pneus de um carro seminovo, por exemplo.

Isso é necessário pois os carros seminovos podem ou não precisar de pneus novos. Isso porque a classificação oficial determina que um carro seminovo é aquele que tem no máximo 3 anos de idade e rodou 60 mil quilômetros ou 20 mil quilômetros por ano (por exemplo, um veículo de 2 anos só poderia ter andado 40 mil quilômetros). Esses padrões são levados em conta pois essa é a média de rodagem de um motorista no Brasil. Ao mesmo tempo, um pneu tem de 50 a 60 mil quilômetros de vida útil, o que significa que ele costuma durar de 2 anos e meio a 3 anos. Assim, um carro seminovo pode ou não precisar de novos pneus e, por isso, é importante analisá-los antes de fechar negócio (até para poder descontar o preço do novo jogo de pneus do pagamento).

E aí, quer saber como avaliar os pneus de um carro seminovo? Então siga a leitura do artigo abaixo!

Como avaliar os pneus de um carro seminovo em 3 passos

1. Cheque o desgaste do pneu

Uma das primeiras coisas a observar na hora de avaliar os pneus de um automóvel seminovo é o seu desgaste. Afinal de contas, você não quer levar para casa um veículo com um pneu careca, não é mesmo?

Leia Também:  Papa abre Igreja a gays, divorciados e mulheres que abortam

Não existe no Código de Trânsito uma determinação mínima que diz o que é um pneu desgastado demais. No entanto, há uma regulamentação do Contran que determina que os sulcos da banda de rodagem do pneu não devem ter menos do que 1,6mm de profundidade. Se estiverem menores do que isso, os pneus são considerados carecas e você não pode andar com eles. Se for parado pela polícia, você receberá uma punição de 5 pontos na CNH e uma multa próxima de R$195,23 por cada pneu neste estado. Ou seja: um jogo de 4 pneus neste estado daria 20 pontos na carteira e quase R$800,00 de multa.

No entanto, além do risco de multas e pontos na carteira, existem outros riscos muito maiores em andar com os pneus carecas. Por exemplo, um deles é o de segurança na hora de andar na pista molhada. Os sulcos do pneu servem justamente para remover a água que fica na rua. Por causa disso, se eles não estiverem com a profundidade adequada, não conseguirão remover toda a água que está na pista e o motorista perderá o controle do automóvel.

Mesmo na pista seca, o pneu careca pode fazer o motorista perder controle do veículo e causar um acidente.

Uma forma fácil de medir se os pneus do automóvel seminovo estão com boa profundidade é levar uma moeda de R$1,00 para medir. Sabe aquele aro dourado que fica na moeda de R$1,00? Então, ele tem exatamente 1,6mm. Portanto, basta colocar a moeda no sulco do pneu e ver se a profundidade é maior que a do aro da moeda.

Leia Também:  Governo prorroga prazo para nova carteira de Identidade entrar em vigor

Ah, não esqueça de ver também se o desgaste é uniforme em todo o pneu. Se não for, é sinal de problema na suspensão do automóvel.

2. Veja se ele é adequado para o carro

Você sabia que existem pneus que não devem ser instalados em alguns carros? Pois é, cada modelo tem um tamanho adequado de pneu e um tipo (on road, off-road ou misto). Nesse sentido, é importante que você baixe o Manual do Proprietário do modelo na Internet e veja se o pneu que está lá é adequado para o uso.

Se não for, você terá de trocar. Além disso, pode ser que o dono tenha instalado um conjunto de pneus inadequados para esconder algum problema na suspensão ou outra parte do carro.

3. Verifique a sua calibragem

Por fim, não esqueça de verificar a calibragem do pneu. Os valores corretos também estão também no Manual do Proprietário do veículo. Faça uma medição para verificar o nível de pressão nos pneus. Se for o caso, calibre-os antes de sair com o carro.

E aí, gostou de aprender como avaliar os pneus de um carro seminovo? Agora que você já tem essa informação, é hora de colocá-la em prática. Lembre-se de olhar os pneus de qualquer carro que você for comprar para avaliar o seu nível de desgaste, sua adequação àquele modelo e sua calibragem. Tendo analisado tudo isso, você estará numa posição mais confortável para fazer a compra sem medo.

Gostou das nossas dicas? Então comente abaixo dizendo qual tipo de carro você pretende comprar!

COMENTE ABAIXO:
Avatar

Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

GERAL

Escavação em rodovia de SP revela fragmentos de dinossauro

Avatar

Publicados

em


Trabalhadores encontraram fragmentos de fósseis de dinossauros enquanto faziam a escavação de uma galeria para escoamento de água de chuva na rodovia Comandante João Ribeiro de Barros (SP 294). As peças foram encontrados nas obras de uma praça de pedágio, a uma profundidade de 20 metros da superfície do solo, no quilômetro 623 da rodovia, entre as cidades paulistas de Irapuru e Pacaembu. 

Segundo a concessionária da rodovia, a Eixo SP, as obras foram paradas imediatamente para que os trabalhos paleontológicos fossem feitos. Os trabalhos foram desenvolvidos pelo paleontólogo Fabiano Vidoi Iori e pelo biólogo Leonardo Paschoa, ambos pesquisadores do Museu de Paleontologia Pedro Candolo, em Uchoa (SP).

De acordo com a Eixo SP, as pesquisas indicam que entre as dezenas de fragmentos fósseis encontrados estão ossos dos gigantes titanossauros – os dinossauros “pescoçudos”, quadrúpedes e herbívoros que podiam alcançar por volta de 20 metros de altura – e dentes de abelissaurídeos, dinossauros predadores bípedes, que chegavam a até nove metros de comprimento.

Leia Também:  SBT usa mensagens subliminares em sua programação

Outros fragmentos extraídos sugerem que no período Cretáceo – que durou de 145 milhões a 65 milhões de anos atrás – a região era formada por rios e lagos. O material encontrado também inclui ossos, escamas e dentes de crocodiliformes; escamas de peixes; e restos de cascos e esqueletos de cágados, uma fauna que viveu por volta de 85 milhões de anos atrás.

“Dentre os fósseis coletados, temos peças bem importantes, em especial os fragmentos cranianos, que vão permitir investigar mais a fundo se as espécies descobertas são inéditas ou já catalogadas na região”, destacou o paleontólogo Fabiano Vidoi Iori.

Parte de mandíbula de Peirosauridae encontrada em obras em rodovia de São Paulo.Parte de mandíbula de Peirosauridae encontrada em obras em rodovia de São Paulo.

Parte de mandíbula de Peirosauridae encontrada em obras em rodovia de São Paulo. – Divulgação/Eixo SP

Os fósseis foram levados para o Museu de Paleontologia de Uchoa e estarão expostos na reabertura do espaço, atualmente fechado em cumprimento às medidas restritivas de combate à pandemia de covid-19.

Edição: Aline Leal

Fonte: EBC Geral

COMENTE ABAIXO:



Continue lendo

CIDADES

PIAUÍ

POLÍCIA

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA