AMARANTE

POLÍTICA

Aécio pode renunciar no 1º turno para apoiar Marina, diz jornal

Avatar

Publicado em

POLÍTICA

A eleição presidencial de 2014, até então diferenciada pela inédita disputa entre três grandes forças, pode voltar à antiga bipolaridade. Isso porque, segundo informações do jornal Valor Econômico, assessores ligados ao candidato do PSDB, Aécio Neves, sondam a possibilidade de uma renúncia na candidatura tucana e consequente apoio à Marina Silva, do PSB.

Aécio Neves, candidato à presidência pelo PSDB, começou a disputa eleitoral como segunda força do pleito, atrás apenas da atual presidente Dilma Rousseff (PT). As semanas se passaram e a corrida foi tomando novos rumos. O PSB confirmou a candidatura de Marina Silva, no lugar do falecido Eduardo Campos, e a antiga vice da chapa ganhou força nas pesquisas.

De acordo com as opiniões ouvidas nas ruas, Marina recebeu votos dos indecisos e, principalmente, de Aécio. O tucano ficou para trás e viu a possibilidade de disputar o segundo turno cada vez mais remota. No debate da última segunda-feira (1º), Aécio Neves teve papel secundário, foi questionado menos que suas adversárias e acabou por consolidar uma posição de espectador na disputa.

Leia Também:  Tribunal de Justiça do Piauí quebra tradição e elege Eufrásio o seu novo presidente; 10 a 9

O PSDB já se prepara para apoiar Marina Silva num possível segundo turno. A crescente da candidata do PSB aparenta não ter fôlego suficiente para vencer a petista já na primeira fase das eleições. No entanto, segundo matéria do Valor Econômico, surge a possibilidade de uma drástica mudança no cenário eleitoral.

Apesar de remota, alguns tucanos defendem que a derrota de Aécio Neves já é certa e, na tentativa de tirar o PT do poder, pessoas próximas ao candidato defenderiam sua renúncia antes mesmo do dia cinco de outubro, quando acontece o primeiro turno das eleições.

Na última pesquisa realizada, divulgada no dia 29 de agosto, Marina Silva aparece empatada com Dilma Rousseff, com 34% das intenções de voto. Aécio Neves tem o terceiro lugar consolidado, com 15%. A estratégia tucana, em um cenário sem Aécio, aposta que seu eleitorado migraria automaticamente para o lado de Marina, passando assim dos 50% de votos e vencendo já no primeiro turno.

Fonte:Yahoo

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

POLÍTICA

CCJ aprova prioridade na vacinação para trabalhadores da Educação

Avatar

Publicados

em


Em reunião virtual presidida pelo deputado Nerinho (PTB), a Comissão de Constituição e Justiça da Assembleia Legislativa aprovou nesta segunda-feira (17), o Projeto de Lei de autoria do deputado Francisco Limma (PT) que inclui os trabalhadores em Educação no estado do Piauí na fase 1, como grupo prioritário do programa emergencial de vacinação para o combate e erradicação do vírus da covid-19, em todo o território do estado, como medida de proteção e segurança, à saúde e vida desses trabalhadores, que estão expostos ao novo coronavirus nas escolas. O projeto segue para ser analisado também na Comissão de Saúde.  

O autor agradeceu o voto favorável dos colegas e pediu que o Projeto fosse unido aos demais projetos já apresentados por deputados. “Este não é o primeiro pedido, por isso peço que juntemos os Projetos que pedem a prioridade na vacinação para professores. Precisamos unir forças”, disse Limma.

Também foram aprovadas duas mensagens do Governo do Estado sendo a primeira o Projeto de Lei que altera a Lei Complementar nº 28, de 9 de junho de 2003, e a segunda o PL 18 que faz correção no texto que autoriza Poder Executivo a contratar operação de credito com o Banco do Brasil.

Leia Também:  Dirceu, Vaccari e mais 15 são denunciados pelo Ministério Público

Foi aprovado ainda o Projeto de Lei de autoria do deputado Gessivaldo Isaías (Republicanos) que reconhece a utilidade pública da Associação Dos Coordenadores De Escolinhas De Futebol Amador De Teresina – ACEFAT e o PL que institui a Política Estadual de Inclusão Digital e o Sistema Estadual de Inclusão Digital no Estado Do Piauí, do mesmo autor.

O veto do governador Wellington Dias ao Projeto de Lei de autoria da deputada Lucy Soares (PP) que dispõe sobre a obrigatoriedade de afixação de sinalização de piso tátil nas dependências dos órgãos e entidades da administração pública direta, indireta, fundacional e nas empresas concessionárias de serviços públicos do Estado também foi aprovado na CCJ.
 
Participaram da reunião virtual da Comissão de Constituição e Justiça os deputados Nerinho, Gessivaldo Isaías, Francisco Limma, Ziza Carvalho (PT), Severo Eulálio (MDB) e Georgiano Neto (PSD).

Laryssa Saldanha – Edição: Katya D’Angelles 

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

PIAUÍ

POLÍCIA

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA