AMARANTE

Brasil

10 tremores consecutivos atingem o RN durante a noite, diz UFRN

Publicado em

Brasil

O município de Pedra Preta, distante 115 km de Natal, foi atingido por 10 tremores de terra consecutivos durante as 20h e 23h desta quinta-feira (31), segundo boletim mais recente divulgado pelo Laboratório Sismológico (LabSis) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). O maior deles atingiu magnitude 3,5.

Ainda de acordo com o laboratório, não está descartada a chegada de um tremor mais forte na região. “Face à atual situação, é aconselhável as pessoas de Pedra Preta ficarem fora de suas residências, pois a ocorrência de um tremor de maior magnitude não está descartada".

De acordo com o pesquisador Joaquim Ferreira, desde o último dia 24, o Laboratório Sismológico da UFRN já registrou 240 abalos em Pedra Preta. A maioria, no entanto, são considerados micro-tremores que não são percebidos pela população.

Ainda segundo Joaquim, a causa dos abalos é a formação geológica do estado. "Todo o Rio Grande do Norte está na borda da bacia potiguar que é uma região que é a mais ativa do Brasil. Por isso, acontecem esses tremores", disse o pesquisador.

Leia Também:  'Mais urgente e mais importante é a reforma política', afirmou Dilma no discurso de reeleição

No último dia 25, a cidade foi o epicentro de um tremor de magnitude 3,7. O abalo sísmico foi sentido em várias cidades do Rio Grande do Norte, inclusive em Natal, onde moradores também perceberam o tremor.

COMENTE ABAIXO:

Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

Brasil

Jovem estudante ganha bolsa de estudos para universidade na Espanha, mas teme não realizar o sonho

Publicados

em

O jovem estudante José Andersson Braga de Abreu, natural de São João do Rio do Peixe, no Sertão da Paraíba, ganhou uma bolsa de estudos para cursar Engenharia Civil na Universidade de Jaén, na Espanha.

Ele conquistou a primeira colocação na seleção do Conselho Nacional das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica (Conif). Eram apenas duas vagas para todo o Brasil.

“Sinceramente quando eu soube do resultado fiquei sem reação, pois não acreditei que seria capaz de ser selecionado, já que estava concorrendo com excelentes alunos da rede federal de ensino, cada um com incríveis capacidades. Mas quando […] a ficha caiu, fiquei extremamente feliz”, contou ao g1.

Para José Andersson, o desafio agora é se adaptar a uma nova cultura, que é totalmente diferente da sua no Nordeste do Brasil. Segundo ele, a “oportunidade de crescimento”, é tão grande que lhe fez diminuir o medo.

Outro desafio para ele é a condição financeira de chegar até a Espanha. Segundo ele, a bolsa que ganhou paga as mensalidades do curso, o seguro saúde e um curso de espanhol. Ele terá ainda um auxílio de 2.200 euros, que será destinado ao alojamento durante o ano, o que equivale a um valor mensal de 180 euros.

Leia Também:  Incêndio atinge sede do Tribunal de Justiça do Ceará; caso está sendo investigado

Em meio às despesas do estudante, ele ainda vai precisar de passaporte, visto e passagens aéreas, um custo aproximado de R$ 6 mil, despesas que a família não tem como custear.

Os amigos de José Andersson fizeram uma vaquinha na internet, mas os resultados não foram satisfatórios. Por causa dessa dificuldade, ele não sabe se vai conseguir realizar o sonho de estudar em outro país.

Atualmente ele está cursando Engenharia Civil no campus do Instituto Federal da Paraíba (IFPB), no município de Cajazeiras, na região do Sertão. Na mesma instituição, o jovem fez o Curso Técnico em Edificações integrado ao Ensino Médio.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

PIAUÍ

POLÍCIA

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA