AMARANTE

POLÍTICA

‘Vou entregar o governo de cabeça erguida’, disse Zé Filho durante coletiva de imprensa no Karnak

Avatar

Publicado em

POLÍTICA

Governador Zé Filho

No Palácio de Karnak, o governador Zé Filho, acompanhado do seu secretariado executivo nesta terça-feira, 2, fez um pronunciamento acerca das dificuldades que o estado vem enfrentando. Ele reconheceu os momentos difíceis, mas assegurou, entre outras coisas, que a folha de pagamento dos servidores vai ser honrada até o último dia de sua administração.
“Nós não estamos nesse caos todo como estão dizendo por aí. A responsabilidade por essa situação é nossa! As receitas caíram, e não há mágica que resolva”, disse ele durante seu pronunciamento ao afirmar que “ninguém precisa ficar fazendo terrorismo para com o funcionalismo público”.

Governador Zé Filho fala sobre a Lei de Responsabilidade Fiscal

Zé Filho considerou que o governador eleito Wellington Dias(PT), com o apoio da presidente eleita, “terá uma facilidade maior do que nós tivemos”. Ao ser questionado sobre a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) Zé Filho afirmou que no Orçamento Geral da União (OGU) estava previsto mais de R$ 630 milhões e somente foram empenhados poucos mais de R$ 200 milhões. “Isso é para vocês terem uma ideia de como nós fomos tratados.”
Ele assegurou ainda que do dinheiro que complementa a Educação, o estado do Piauí já investiu R$ 464 milhões, “porque o recurso não é suficiente”.
O servidor público foi tranquilizado durante o pronunciamento de José Filho, também em relação ao 13º Salário. “Eu quero tranquilizar o funcionalismo público. Estamos terminando de pagar novembro, vamos pagar dezembro e o 13º . Eu quero tranquilizar os servidores.”
Em relação às obras paradas, o governador afirmou que o recurso para a continuidade dessas ações está bloqueado, mas se tivesse que escolher, preferiria “atrasar uma obra que deixar o servidor sem salário.”
Zé Filho foi incisivo ao afirmar que o ex-governador Wilson Martins (PSB) nada tem a ver com a atual situação financeira pela qual passa o estado.
Questionado sobre a nota que daria ao seu governo, o então governador afirmou que de zero a 10, sua nota seria 9. “Com várias ações, a exemplo do IAPEP, abertura do Albertão, HGV, entrega da ponte de Luzilândia, Central de Regulação, eu daria nota 9, um ponto para cada mês de gestão.”
Eu não tenho como me envergonhar. Vou entregar o governo de cabeça erguida! O que nós fizemos foi o bem para o estado do Piauí.
Edição e postagem: Denison Duarte

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  TRE-PI cassa prefeito de Miguel Leão e seu vice e condena o gestor a oito anos de inelegibilidade
Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

POLÍTICA

Flora Izabel propõe a criação do Abril Marron para priorizar vacinação contra a Covid-19

Avatar

Publicados

em


A deputada estadual Flora Izabel (PT) apresentou, durante a sessão híbrida desta terça-feira (11) da Assembleia Legislativa, Projeto de Lei instituindo o Abril Marron, destinado a tornar prioritária a vacinação contra a Covid-19 dos genitores, cuidadores, tutores, técnicos de enfermagem e enfermeiros que ajudam a cuidar de pessoas portadoras de deficiência intelectual devidamente identificadas através de laudos médicos.

Flora também propôs que o conhecimento de Libras seja considerado critério de desempate em concursos públicos e que seja criado um programa de prevenção e atendimento das mulheres que estejam em período de gestação e possam sofrer com algum tipo de virose ou infecção. Flora quer ainda que as mulheres vítimas de violência doméstica sejam atendidas por outras mulheres em farmácias e estabelecimentos similares.

O deputado Firmino Paulo (PP) apresentou projeto de reconhecimento da utilidade pública da ONG de Proteção Animal de Bom Jesus. O deputado Georgiano Neto (PSD) propôs a concessão da cidadania piauiense ao empresário Maurício Gomes de Sousa.

O deputado Gessivaldo Isaias (Republicanos) apresentou hoje seis projetos de lei. O primeiro estabelece o Selo de Empresa Amiga da Saúde Mental; o segundo cria o Banco Comunitário de Cadeiras de Rodas e instrumentos similares. O outro cria o protocolo de acompanhamento clínico aos pacientes recuperados do novo coronavírus que tenham sequelas, por profissionais de saúde devidamente qualificados.

Gessivaldo também propôs as diretrizes do programa estadual do programa de proteção da vida das mulheres atingidas pela Covid-19, pela violência doméstica, durante o estado de calamidade decretado devido a pandemia. Ele também que as instituições particulares de ensino promovam atividades de acolhimento aos alunos que estão voltando a ter aulas presenciais. Por fim, ele propõe um programa de prevenção e proteção aos profissionais da educação que sejam possíveis vítimas de violência.

Foi lido ainda um ofício do Poder Judiciário propondo um projeto de resolução estabelecendo normas de funcionamento daquela instituição.

Durvalino Leal – Edição: Katya D’Angelles

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Jair Bolsonaro confirma valor de R$ 600,00 para trabalhador informal
Continue lendo

CIDADES

PIAUÍ

POLÍCIA

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA