AMARANTE

Saúde

SP: grávidas e puérperas podem se vacinar contra a gripe e sarampo

Publicado em

Saúde

A partir de hoje (3) grávidas e puérperas, trabalhadores da saúde e crianças acima de seis meses e menores de cinco anos, além de idosos maiores de 60 anos de idade, já podem tomar as vacinas contra gripe, sarampo e poliomielite, na capital paulista.

Também continua a campanha de vacinação contra covid-19 para a população acima de cinco anos de idade. As duas vacinas podem ser administradas de forma simultânea na população acima de 12 anos de idade, sem necessidade de intervalo entre as doses.

De acordo com a prefeitura de São Paulo, os imunizantes contra a covid-19 e gripe estão disponíveis nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs), Assistências Médicas Ambulatoriais (AMAs)/UBSs Integradas, megapostos e drive-thrus da capital.

A vacinação contra o sarampo está disponível para crianças de seis meses e menores de cinco anos, além dos profissionais de saúde e nascidos a partir de 1960. A vacina contra a poliomielite está disponível para crianças menores de cinco anos, sem histórico vacinal ou com esquema vacinal incompleto.

Leia Também:  Covid-19: em 24 horas, Brasil teve 23,3 mil novos casos e 126 mortes

Segundo a prefeitura, viajantes, imigrantes e refugiados de países endêmicos ou em surto também podem receber a vacina contra o sarampo.

Edição: Valéria Aguiar

Fonte: EBC Saúde

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Saúde

Covid-19: Brasil registra 122 mortes e 45,5 mil casos em 24 horas

Publicados

em

O Brasil registrou, desde o início da pandemia de covid-19, 672.033 mortes pela doença, informa o boletim epidemiológico divulgado nesta segunda-feira (4) pelo Ministério da Saúde. O número total de casos confirmados da doença está em 32.535.923.

Em 24 horas, foram registrados 45.501 casos. No mesmo período, foram confirmadas 122 mortes de vítimas do vírus.

Ainda segundo o boletim, 30.967.114 pessoas se recuperaram da doença e 896.776 casos estão em acompanhamento. No levantamento de hoje, não consta atualização dos dados de Mato Grosso do Sul.

Os números em geral são menores aos domingos, segundas-feiras ou nos dias seguintes aos feriados pot causa da redução de equipes que alimentam os dados sobre a doença. Às terças-feiras e dois dias depois dos feriados, em geral, há mais registros diários pelo acúmulo de dados atualizado.

Boletim Epidemiológico Boletim Epidemiológico

Boletim Epidemiológico – 04/07/2022/Divulgação/ Ministério da Saúde

Estados

De acordo com os dados disponíveis, São Paulo lidera o número de casos, com 5,74 milhões, seguido por Minas Gerais (3,65 milhões) e Paraná (2,63 milhões).

Leia Também:  Fiocruz: provocada pela Ômicron, terceira onda está terminando

O menor número de casos é registrado no Acre (127,1 mil). Em seguida, aparecem Amapá (161,8 mil) e Roraima (161,9 mil).

O estado de São Paulo é o que apresenta o maior número de mortes pela doença (171.072), seguido pelo Rio de Janeiro (74.183) e por Minas Gerais (62.197).

O Acre é o que registra o menor número de mortes (2.005), seguido por Amapá (2.141) e Roraima (2.153).

Vacinação

Até hoje, foram aplicadas 450,1 milhões de doses de vacinas contra a covid-19, sendo 177,4 milhões com a primeira dose e 157,7 milhões com a segunda dose. A dose única foi aplicada em 4,9 milhões de pessoas e 95 milhões já receberam a dose de reforço.

Edição: Nádia Franco

Fonte: EBC Saúde

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

PIAUÍ

POLÍCIA

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA