Mulheres dos quilombos de Amarante recebem apoio do Programa Esperanças e Zabelês

Mulheres dos Quilombos de Amarante recebem apoio do Programa Esperanças e Zabelês

Amarante

O município de Amarante recebeu nos dias 25 e 26 o programa ‘Esperanças e Zabelês Construindo Territórios Seguros para as Mulheres’, uma iniciativa da Secretaria de Segurança do Estado em colaboração com o Instituto de Terras e o Interpi. O foco da ação foi nas comunidades quilombolas de Caldeirão, Periperi e Mimbó, com o objetivo de promover a segurança e o bem-estar das mulheres dessas localidades.

Visita aos quilombos de Amarante

Os serviços foram realizados nos quilombos de Amarante por meio das Secretarias Municipais de Saúde e Assistência Social, que têm à frente Ana Tércia Carvalho e Jailton da Silva (Espoleta), respectivamente. Como parte das ações desenvolvidas, houve atualização do calendário vacinal, com vacinas da gripe e da Covid-19; verificação de pressão arterial; e atualização do CadÚnico.

O programa é pioneiro no atendimento às necessidades específicas das mulheres em comunidades quilombolas e indígenas, levando não só conversas sobre o enfrentamento à violência contra a mulher mas também serviços essenciais. A Patrulha Maria da Penha e representantes do Corpo de Bombeiros, da Polícia Civil e do Instituto de Identificação Digital Félix Pacheco estiveram presentes, oferecendo desde palestras educativas até a emissão da nova Carteira Nacional de Identidade.

Em paralelo, foram realizados diagnósticos com lideranças quilombolas para identificar as demandas específicas de segurança pública. De acordo com a diretora de Defesa Social da SSP-PI, Brenda Carvalho, “os estudos subsidiarão a elaboração de um protocolo de atendimento customizado, atendendo às peculiaridades de cada comunidade e promovendo uma atuação das forças de segurança que transcenda o aspecto repressivo, abrangendo também o social e o preventivo”.

Programa Esperanças e Zabelês

O secretário municipal de Assistência Social, Jailton da Silva falou ao Somos Notícia sobre o programa Esperanças e Zabelês em Amarante. “Foi um dos momentos importantes para a nossa cidade, onde vimos várias palestras com diversos órgãos ali juntos, trabalhando essa pauta importante que é a violência doméstica sobre a mulher, enfatizando seus direitos, deveres. Fomos à comunidade Caldeirão, iniciamos a tarde no Mimbó e finalizamos (na sexta-feira) na comunidade Piripiri. O prefeito municipal Diego Teixeira, a secretária de Saúde, Ana Tércia, e eu como secretário de Assistência Social agradecemos a parceria de todos os envolvidos nesta importante ação no nosso município.”

Ana Tércia Carvalho considera que a execução do programa Esperanças e Zabelês no município é também é uma declaração de compromisso com a saúde. “Essa medida é também uma questão de bem-estar das nossas mulheres quilombolas. Este programa representa um passo fundamental na direção de uma Amarante mais segura e acolhedora, onde a proteção e os serviços de saúde chegam a todos, respeitando a cultura das nossas comunidades tradicionais.”

As ações foram acompanhadas de perto por representantes municipais, incluindo o prefeito e secretários de Saúde e Assistência Social. A integração entre os órgãos estaduais e municipais sinaliza um esforço conjunto para garantir a proteção e os direitos das mulheres quilombolas de Amarante.

Fotos: Paulo César

Compartilhe este post
consultoria natura avonSabores da TerraCasa da Roca e PetCitopatologista Dra JosileneAri ClinicaAfonsinho AmaranteFinsolComercial Sousa Netoclinica e laboratorio sao goncaloCetec AmaranteEducandario Menino JesusMercadinho AfonsinhoAlternância de BannersPax Uni~ão AmarantePax Uni~ão AmaranteDr. JosiasPier RestobarPax Uni~ão AmaranteHospital de OlhosIdeal Web, em AmaranteMegalink AmaranteSuper CarnesInterativa

Deixe um comentário