AMARANTE

durante treinamento

Pelo menos 15 bombeiros civis são soterrados em desmoronamento de gruta em São Paulo

Publicado em

Brasil

O desmoronamento em uma gruta na zona rural de Altinópolis, em São Paulo, deixou pelo menos 15 bombeiros soterrados durante a madrugada deste domingo (31), segundo informações do Corpo de Bombeiros.

O acidente aconteceu durante um treinamento com 26 bombeiros no interior da Gruta Duas Bocas, que fica em uma propriedade particular. O teto da caverna desmoronou, deixando parte dos bombeiros retidos.

Por volta das 9h45, o Corpo de Bombeiros informou que a primeira vítima foi retirada do local com vida. A gruta, segundo a corporação, está colapsada, oferecendo riscos de novos desmoronamentos. Parte da área precisou ser escorada para que o resgate aconteça de forma segura.

Uma das vítimas é a bombeira civil Jenifer Caroline da Silva. A irmã dela, Daiane Stephanie, disse que a jovem, de 25 anos, faz parte do grupo Bombeiros Unidos Sem Fronteiras de Batatais (SP).

O treinamento foi iniciado na tarde de ontem. Daiane informou ao g1 que atividades no local são uma prática comum do grupo para trabalhar técnicas de resgate.

Leia Também:  Após denúncias, presidente da Fundação Banco do Brasil deixa o cargo

Logo no início da manhã deste domingo, ela foi ao local com a família e disse que os bombeiros têm dificuldades de acesso por causa da chuva e da lama.

O helicóptero Águia, da Polícia Militar, está auxiliando no transporte de bombeiros e socorristas até a gruta em razão da dificuldade de acesso.

A prefeitura de Altinópolis disse que equipes da Polícia Militar e da própria prefeitura estão ajudando no local do resgate.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Brasil

Jovem estudante ganha bolsa de estudos para universidade na Espanha, mas teme não realizar o sonho

Publicados

em

O jovem estudante José Andersson Braga de Abreu, natural de São João do Rio do Peixe, no Sertão da Paraíba, ganhou uma bolsa de estudos para cursar Engenharia Civil na Universidade de Jaén, na Espanha.

Ele conquistou a primeira colocação na seleção do Conselho Nacional das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica (Conif). Eram apenas duas vagas para todo o Brasil.

“Sinceramente quando eu soube do resultado fiquei sem reação, pois não acreditei que seria capaz de ser selecionado, já que estava concorrendo com excelentes alunos da rede federal de ensino, cada um com incríveis capacidades. Mas quando […] a ficha caiu, fiquei extremamente feliz”, contou ao g1.

Para José Andersson, o desafio agora é se adaptar a uma nova cultura, que é totalmente diferente da sua no Nordeste do Brasil. Segundo ele, a “oportunidade de crescimento”, é tão grande que lhe fez diminuir o medo.

Outro desafio para ele é a condição financeira de chegar até a Espanha. Segundo ele, a bolsa que ganhou paga as mensalidades do curso, o seguro saúde e um curso de espanhol. Ele terá ainda um auxílio de 2.200 euros, que será destinado ao alojamento durante o ano, o que equivale a um valor mensal de 180 euros.

Leia Também:  Mulher tem parada cardiorrespiratória após escova progressiva em salão de beleza

Em meio às despesas do estudante, ele ainda vai precisar de passaporte, visto e passagens aéreas, um custo aproximado de R$ 6 mil, despesas que a família não tem como custear.

Os amigos de José Andersson fizeram uma vaquinha na internet, mas os resultados não foram satisfatórios. Por causa dessa dificuldade, ele não sabe se vai conseguir realizar o sonho de estudar em outro país.

Atualmente ele está cursando Engenharia Civil no campus do Instituto Federal da Paraíba (IFPB), no município de Cajazeiras, na região do Sertão. Na mesma instituição, o jovem fez o Curso Técnico em Edificações integrado ao Ensino Médio.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

PIAUÍ

POLÍCIA

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA