rio grande do sul numero de mortes

Tragédia no Rio Grande do Sul: número de mortes aumenta para 147 e cerca de 127 estão desaparecidos

Geral

A recente tragédia no Rio Grande do Sul atingiu proporções alarmantes, com o número de mortes subindo para 147 vítimas fatais e, segundo a Defesa Civil, 127 pessoas ainda estão desaparecidas. Aproximadamente 538.245 pessoas estão desalojadas devido às enchentes devastadoras que assolam a Serra Gaúcha.

Nas cidades afetadas, os deslizamentos de terra causaram danos significativos. Em Gramado, uma rua inteira desmoronou, enquanto uma casa no alto de um morro foi destruída. A Defesa Civil do estado emitiu novos alertas de inundações severas, motivados pelas chuvas intensas do último fim de semana. O governador Eduardo Leite apelou para que a população não retorne às áreas de risco, devido à possibilidade de agravamento da situação.

Em Pelotas, mais de 20 bairros foram evacuados. No Vale do Taquari, a ponte do Rio Taquari foi parcialmente interditada, enquanto a ponte em Marques de Souza, um elo crucial de ligação regional, sofreu danos consideráveis. Não há previsão para o início das obras de reconstrução, e muitos moradores ainda necessitam de ajuda emergencial.

O nível do Rio Guaíba em Porto Alegre ultrapassou os 5 metros e continua subindo. A prefeitura está instalando barreiras para conter o avanço da água e prevenir novas inundações nas ruas. Muitos moradores das comunidades às margens do Guaíba estão deixando suas casas e solicitando auxílio emergencial.

Com a previsão de chegada de uma nova frente fria, espera-se um aumento nas chuvas e temperaturas mais baixas, o que pode agravar ainda mais a situação. A Defesa Civil do estado está em alerta máximo e reforça o pedido para que as pessoas permaneçam fora das áreas de risco, especialmente nas regiões de Eldorado e Canoas, na região metropolitana de Porto Alegre.

Resumo das ações de resgate

Equipes de resgate estão trabalhando intensamente nas áreas mais afetadas. Há um grande esforço conjunto entre os serviços de emergência para auxiliar a população desabrigada e em risco. As operações de resgate têm sido contínuas, com foco em fornecer abrigo, alimentação e assistência médica aos necessitados.

A coordenação entre as diversas agências de emergência tem sido fundamental para mitigar os impactos da tragédia. As autoridades continuam monitorando a situação de perto e respondendo rapidamente às necessidades emergentes da população.

A situação no Rio Grande do Sul é grave e exige atenção constante das autoridades e da população. A colaboração e a prevenção são cruciais para minimizar os danos e proteger vidas em meio a essa tragédia.

Relatório sobre as ações de resgate nas localidades atingidas emitido em 13 de maio.

  • Municípios afetados: 450
    (Affected cities)
  • Pessoas em abrigos: 77.405
    (Sheltered population)
  • Desalojados: 538.245
    (Displaced population)
  • Afetados: 2.124.203
    (Affected population)
  • Feridos: 806
    (Injured people)
  • Desaparecidos: 127
    (Missing people)
  • Óbitos confirmados: 147
    (Confirmed deaths)
  • Óbitos em investigação*: 0
    (Deaths under investigation*)
  • Pessoas resgatadas: 76.470
    (Rescued people)
  • Animais resgatados: 10.814
    (Rescued animals)
  • Efetivo: 27.651
    (State staff)
  • Viaturas: 4.405
    (Vehicles)
  • Aeronaves: 41
    (Aircraft)

  • Embarcações: 340
    (Vessels)
Número de mortes aumenta para 147 no Rio Grande do Sul
Número de mortes aumenta para 147 no Rio Grande do Sul
Compartilhe este post
consultoria natura avonSabores da TerraCasa da Roca e PetCitopatologista Dra JosileneAri ClinicaAfonsinho AmaranteFinsolComercial Sousa Netoclinica e laboratorio sao goncaloCetec AmaranteEducandario Menino JesusMercadinho AfonsinhoAlternância de BannersPax Uni~ão AmarantePax Uni~ão AmaranteDr. JosiasPier RestobarPax Uni~ão AmaranteHospital de OlhosIdeal Web, em AmaranteMegalink AmaranteSuper CarnesInterativa

Deixe um comentário