Menu...

19 de novembro de 2018

Eleições 2018: Jair Bolsonaro é declarado novo presidente do Brasil


Hospital de Olhos

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) confirmou às 19h21 deste domingo (28) que Jair Bolsonaro é o novo presidente da República do Brasil. O candidato eleito alcançou 55,24% enquanto Fernando Haddad (PT) obteve 44,76% em 99,21%.

A conquista de Bolsonaro representa para ele e seus correligionários uma vitória contra todos os protocolos, sem tempo de TV, sem partidos, lutando contra a grande mídia, cuja eleição, segundo ele, pode ser considerada um resultado de grandes lutas.

Apoiadores de Jair Bolsonaro comemoraram a vitória em frente ao condomínio de candidato eleito na Barra da Tijuca, cantando palavras de ordem a seu favor, com bandeiras do Brasil e fogos de artifício.

A Polícia Militar do Rio de Janeiro não precisou a estimativa do público presente na manifestação. O presidente eleito acompanhou os resultados ao lado da família, do futuro ministro Onyx Lorenzone e também de amigos próximos.

Apoiadores fizeram a festa na Barra da Tijuca, que também sempre defendeu sua candidatura.

Enquanto deputado, Jair Bolsonaro era sempre visto ao lado de moradores como uma figura popular. Nesta campanha, o candidato, que é capitão reformado do Exército Brasileiro, teve uma atitude de mais cautela. O seu partido, o PSL, deixou de ser, com ele, apenas uma sigla nanica e passou a ser a segunda maior bancada do país com 52 deputados nesta eleição.

Jair Bolsonaro, que é o 38º presidente da República Federativa do Brasil, passou parte da juventude na cidade de Eldorado-SP. A família chegou ao município em 1966, quando Bolsonaro tinha 10 anos de idade. O clima é de festa em toda a cidade.

O novo presidente fez o seu primeiro discurso nas redes sociais em um vídeo ao vivo para o seu público.

Trecho do discurso:

“A verdade tem que começar a valer dentro dos lares até o ponto mais alto que é a Presidência da República. O povo tem o direito de saber o que acontece no seu país. Graças a deus o povo entendeu essa verdade. Alguém sem um grande partido, e sem fundo partidário, com a grande parte da grande mídia que me deixou numa situação vexatória. Não poderíamos mais continuar flertando com o socialismo, com o comunismo, com o populismo e com o extremismo da esquerda. As urnas se abriram e nós fomos declarados vencedores deste pleito, e o que eu mais quero é, seguindo o ensinamento de Deus, ao lado da Constituição Brasileira, inspirando-se em grandes líderes mundiais, e com uma boa assessoria técnica começar a fazer um governo que possa colocar o Brasil em um lugar de destaque. Temos tudo para sermos uma grande nação.”

Fernando Frazão/Agência Brasil/Agência Brasil

Tags:

Comente aqui

ut quis, elit. ultricies sed Nullam quis