Menu...

19 de agosto de 2018

Chacina: cinco pessoas são amarradas e assassinadas na Grande Fortaleza


Hospital de Olhos

Uma chacina na comunidade Cafundó, na Grande Fortaleza, deixou cinco mortos nessa sexta-feira(13). Os corpos estavam com as mãos atadas em um matagal e com marcas de tiros na cabeça.

Dentre as vítimas estavam três pessoas da mesma famíla, um pai e dois filhos. Os outros dois são moradores de Itapebussu, que fica no interior do estado.

Uma sexta pessoa estava com o grupo, e conseguiu fugir do local. As vítimas foram identificadas como Antônio Pereira de Abreu, 42; José Roniele Costa Pereira; Antônio Barbosa de Sousa, conhecido como Feitosa; Paulo Sérgio dos Santos da Silva e José Edson Ferreira dos Santos.

Todos chegaram a ser rendidos pelos criminosos, foram amarrados com cordas e, em seguida, executados. A polícia esteve no local e reforçou as buscas pelos suspeitos. Até o final da tarde dessa sexta-feira ninguém havia sido preso.

A motivação da chacina ainda é desconhecida para a polícia.

“Reforçamos as buscas e contamos com apoio de policiais de cidades vizinhas. Ainda não se sabe da autoria do crime, mas com um trabalho do serviço da Inteligência [da Polícia Civil] acreditamos que vamos localizá-los e dar uma resposta que a sociedade merece”, afirmou um policial ao G1.

Um morador da região disse que acordou com o “barulho estrondoso” dos disparos. “O que nos relataram é que foi por volta de 5h da manhã. A comunidade mais próxima ainda fica distante, mas foi um barulho estrondoso de tiro que assustou todo mundo por aqui”, diz o policial.

A sexta pessoa, que conseguiu escapar, foi identificada apenas como Augusto. Ele seria o principal alvo dos criminosos.

“O Augusto já responde por roubo e homicídio e é acusado de um estupro. Ele fugiu recentemente da cadeia e informações preliminares apontam que ele era o principal alvo dos assassinos”, afirmou um policial civil.

Tags:

Comente aqui

mi, risus dictum sed elit. nunc Praesent