Seduc destina recursos para adequações sanitárias de escolas do Piauí

WhatsApp
Twitter
Telegram
Facebook

Devido ao retorno das atividades pedagógicas nas escolas da rede pública estadual de ensino do Piauí no ano letivo de 2020, a Secretaria de Estado da Educação (Seduc) creditou repasse financeiro para todas as escolas da rede estadual destinado à execução de desinfecção do ambiente escolar.

O repasse financeiro visa garantir a higienização das escolas da rede estadual, estabelecendo condições sanitárias adequadas no combate a pandemia de Covid-19 e assegura às escolas a aquisição de insumos necessários para o acolhimento dos estudantes da 3ª série do Ensino Médio (Regular, Integrado e VII etapa da EJA), conforme a Portaria Seduc-PI/GSE Nº 776/2020.

O técnico da Unidade de Gestão e Inspeção Escolar (UGIE), Elzano Pimentel, informou que as escolas recebem orientações quanto à execução do repasse financeiro destinado à desinfecção dos ambientes. “Este recurso é uma ação própria da Secretaria destinada exclusivamente para a compra de materiais por todas as escolas da rede e o próximo repasse já estará vinculado ao Pactue. Os recursos são destinados às escolas segundo critério por dependências do espaço físico e estas recebem orientações para a execução com especificações de produtos a serem adquiridos conforme nota técnica da vigilância sanitária”, disse.

Os valores do repasse financeiro seguiram o critério referente ao número de dependências das escolas, variando entre quatro e 20 espaços físicos, recebendo R$ 221 e até acima de 46 dependências, com valores de R$ 355, contemplando ao final as 657 unidades da rede.

As orientações para desinfecção dos ambientes e superfícies preveem a aquisição de materiais como: Detergente neutro, desinfetante, água sanitária, álcool etílico, álcool em gel, sabão em barra, limpa vidros, sabonete líquido, pano multiuso e sacos plásticos.

Segundo o secretário de Estado da Educação, Ellen Gera Moura, o protocolo de retorno das atividades será realizado com ações estratégicas e a volta dos alunos ao chão da escola é uma opcional. “A rede estadual continuará o ensino híbrido, envolvendo o uso sincronizado de atividades pedagógicas realizadas de forma presencial e não presencial. Os estudantes e suas respectivas famílias que não se sentirem seguros para o retorno às aulas presenciais, poderão continuar exclusivamente em regime de aulas não presenciais”, explicou o gestor.

No retorno das atividades pedagógicas presenciais às unidades escolares será organizado o acolhimento socioemocional dos estudantes e professores e uma avaliação diagnóstica que contemple as especificidades de cada componente curricular.

Repórter: Willame Lucas

Receba nosso conteúdo

Related Posts

Welcome Back!

Login to your account below

Create New Account!

Fill the forms below to register

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

Add New Playlist