AMARANTE

Famosos

Hospital confirma morte da cantora da banda Calcinha Preta, Paulinha Abelha

Publicado em

Famosos

morre paulinha abelha hospital primavera

A vocalista da banda Calcinha Preta, Paulinha Abelha, morreu nesta quarta-feira (23) no Hospital Primavera, em Aracaju-SE. A cantora tinha 43 anos e estava internada desde o dia 11 de fevereiro, em virtude de problemas renais. A assessoria de comunicação do hospital confirmou a informação.

Em nota, o hospital disse que a Paulinha Abelha morreu por volta das 19h26 em decorrência de um quadro de comprometimento multissêmico.

Ela foi internada após sentir dores, ao chegar de uma turnê com a banda, em São Paulo. O caso dela evoluiu para um coma profundo. Paulinha estava internada no Hospital Primavera desde o dia 17 de fevereiro, onde estava sendo acompanhada por médicos de terapia intensiva, neurologia e infectologia.

A nota divulgada pelo hospital informou que a cantora teve agravamento de lesões neurológicas, sendo confirmada a morte encefálica da cantora após exames clínicos específicos.

Artistas fizeram ainda uma campanha de doação de sangue para a vocalista, que estava passando por hemodiálise, além de correntes de orações durante dias por fãs que estavam em frente aos hospitais por onde Paulinha ficou internada, mas a artista não resistiu.

Leia Também:  Flávia Viana dá mergulho em piscina usando biquíni de oncinha e chapéu panamá

Natural do município de Simão Dias, no interior de Sergipe, Paula de Menezes Nascimento Leça Viana, trabalhou com pai comercializando em feiras livres. Começou a carreira como cantora profissional na banda Panela de Barro, onde fez dupla com o cantor Daniel Diau.

A Calcinha Preta gravou um DVD de 25 anos em fevereiro de 2020 e retornava à rotina de shows após meses sem apresentações por conta da pandemia.

 

Com informações do g1

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Famosos

Marília Mendonça completaria 27 anos nesta sexta-feira

Publicados

em

marília mendonça 27 anos

A cantora Marília Mendonça faria nesta sexta-feira 27 anos. Após a tragédia que a vitimou fatalmente, a rainha da sofrência ganhou a sua primeira obra biográfica.

O livro, de autoria do jornalista Bruno Ribeiro, descortina a vida da cantora desde o início da sua carreira, revive o auge e também a revolução que ela comandou dentro do sertanejo, revelando aspectos pouco explorados como sua paixão pela Literatura.

Marília também gostava de escrever, e isso era muito intenso por ter começado ainda na sua infância, tanto que o livro revela um poema feito por Marília, dedicado à mãe – dona Ruth Moreira, quando tinha apenas 7 anos.

“O que mais me chamou atenção é o amor dela pelos livros e pela literatura, e como isso influenciava o processo criativo dela. Tem um capítulo só sobre isso. Por exemplo, o autor preferido da Marília era o Bukowisk [Charles Bukowisk, escritor alemão que morreu em 1994], ela tinha na estante uma biografia da pintora Frida Kahlo. Ela diz que começou a ler muito na infância porque era tímida, então se apegava aos livros, e nisso surge o poema que ela escreveu aos sete anos para a dona Ruth , um poema muito bonito”, disse o autor ao g1.

Leia Também:  Geisy Arruda posa com maiô de crochê superdecotado

Na data do seu aniversário, o nome da cantora já aparece entre os assunto mais comentados com diversas homenagens de admiradores da artista.

Familiares, admiradores e amigos amanheceram nesta sexta-feira com o sabor amargo da saudade em razão da data em que completaria 27 anos.

“Hoje é aniversário da Marília. Há 27 anos nascia a mulher que mudou a música brasileira. Obrigado por tudo Marília Dias Mendonça!”, escreveu um perfil dedicado à artista.

“Hoje, 22 de julho, a eterna Marília Mendonça completaria 27 anos de idade. Nos resta muita saudade e separar um tempinho do dia para relembrar o legado dessa artista que mudou o Brasil. Para sempre em todos os cantos e em todos os corações”, tuitou outro perfil.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

PIAUÍ

POLÍCIA

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA