Menu...

11 de dezembro de 2017

Vento de 88,9 km/h atinge Copacabana e derruba árvores na zona sul do Rio


Hospital de Olhos
O vento forte que atingiu a cidade do Rio de Janeiro na madrugada desta terça-feira (22), principalmente na zona sul e centro, derrubou árvores em bairros como Botafogo, Humaitá e Copacabana. Segundo o sistema Alerta Rio, o bairro mais atingido foi Copacabana, onde a força do vento chegou a 88,9 km/h no Forte de Copacabana.

Na Ponte Rio-Niterói, os ventos chegaram a 70km/h, mas a via não precisou ser fechada ao trânsito.

No centro do Rio, grades de proteção instaladas no canteiro central da avenida Presidente Vargas ainda estavam no chão no início desta manhã.

Segundo a Light, concessionária responsável pelo fornecimento de energia elétrica, ruas do Grajaú, Tijuca e Engenho de Dentro, na zona norte, e Campo Grande, na zona oeste, ainda estão sem luz na manhã desta terça em razão da ventania. A empresa informa que técnicos da companhia trabalham para restabelecer o fornecimento nesses pontos, que tiveram a rede elétrica danificada devido a galhos e árvores que caíram.

Em Marambaia, na região metropolitana, também houve rajadas de vento de 75km/h.

Para o Alerta Rio, ventos entre 51 km/h e 76 km/h são considerados fortes e, acima de 76 km/h, o sistema considera como vento muito forte.

A Secretaria Municipal de Conservação ainda não se posicionou sobre o total de reparos necessários na cidade.
Chuva forte na região serrana

A cidade de Petrópolis, na região serrana, está em alerta máximo por conta da chuva forte – com granizo – que atingiu a região nesta madrugada. Foram computadas 13 ocorrências de deslizamentos e quedas de árvore na cidade, principalmente na região do Quitandinha, informa a Secretaria de Proteção e Defesa Civil. Até o momento, o temporal não fez vítimas.

Ainda segundo a secretaria, o período mais crítico foi a partir das 3h45, quando choveu 100 milímetros em menos de 45 minutos na rua Coronel Veiga. Nove sirenes do Sistema de Alerta e Alarme foram acionadas nos bairros. Houve inundação das ruas do Imperador e Coronel Veiga.

Até o momento, uma família de quatro pessoas ficou desabrigada e duas famílias com um total de cinco pessoas ficaram desalojadas. A Secretaria de Proteção e Defesa Civil orientou a população a telefonar para 199 solicitando uma vistoria preventiva no caso de qualquer sinal de instabilidade em casas ou terrenos. (Com Jornal do Tempo).

Radar Financeira

Comente aqui

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE