AMARANTE

teme soltura do suspeito

Faxineira que pulou de prédio após estupro em Teresina, diz que está vivendo de doações

Publicado em

POLÍCIA

Faxineira que pulou de prédio após estupro em Teresina, diz que está vivendo de doações

A faxineira que pulou  do 2º andar de um prédio na quarta-feira (14) após ser estuprada em Teresina, disse que o trabalho era a única fonte de renda da família, que agora sobrevive apenas de doações. Ela não consegue mais trabalhar.

Aos 29 anos, ela tem dois filhos e o marido. Ele é cardiopata e também não consegue trabalho. Ela disse que não consegue mais dormir direito e que não se esquece da violência que sofreu.

“Desde que aconteceu isso comigo, eu não consegui mais dormir ou trabalhar. Na hora que eu fecho os olhos, vem aquela cena na minha cabeça. Às vezes acordada vem a imagem daquele homem grande me agarrando e eu entro em desespero”, contou, emocionada.

Sem advogado para defendê-la, a mulher vem recebendo apoio psicológico no Centro de Referência Esperança Garcia (CREG). Segundo ela, a soltura do suspeito, o advogado J. M. da C., é motivo de preocupação.

Ele teve a prisão decretada e o registro da OAB suspenso. A defesa do suspeito pediu na última segunda-feira (19) a transferência do advogado da Penitenciária Regional Irmão Guido para uma sala de Estado Maior ou uma prisão domiciliar.

Leia Também:  11º BPM prende indivíduo por crime ambiental em São Raimundo Nonato

Segundo o G1, a mulher, que não quis ser identificada, relatou as ameaças feitas pelo advogado, J. M. da C., preso em flagrante no dia 14 de julho. Segundo a vítima, o agressor ameaçou atirar no rosto dela, usou uma faca para intimidá-la e falou que as pessoas não acreditariam na sua versão, caso denunciasse o estupro.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

POLÍCIA

Materiais apreendidos pela PMPI

Publicados

em


Na manhã de ontem (21), a equipe recebeu uma denúncia de que um celular havia sido furtado em São Paulo e através do GPS o aparelho foi localizado em Lagoa Alegre, PI. A guarnição se dirigiu até o local e, comprovando o fato, conduziu o material e o receptador até a Central de Flagrantes para os procedimentos legais.

Durante a tarde, a equipe fez abordagem de uma dupla que estava em atitude suspeita e com um deles foi encontrada uma arma de fogo. Ambos foram conduzidos até a Central de Flagrantes para procedimentos legais.

materiais apreendidos pela PMPI 22/09
materiais apreendidos pela PMPI 22/09

Hoje (22), por volta das 8h, dois indivíduos foram presos em flagrante por venda de drogas durante uma operação de combate a facções, na rotatória de acesso à Cidade de Cajueiro da Praia. Com eles foram apreendidas um total de 198 porções de materiais análogos a entorpecentes.

materiais apreendidos pela PMPI 22/09
materiais apreendidos pela PMPI 22/09
Postagem: SAV Sarah
DCOM

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Delegacia Geral publica circular e esclarece sobre uso do PJe
Continue lendo

CIDADES

PIAUÍ

POLÍCIA

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA