AMARANTE

PIAUÍ

Empresários devem pagar R$ 114,00 com juros por cabeça de gado que chegar irregular ao Piauí

Avatar

Publicado em

PIAUÍ

A Secretaria Estadual da Fazenda do Piauí (Sefaz-PI) e os donos de pequenos frigoríficos, que trazem gado do Estado do Pará e do Maranhão para serem abatidos em Teresina, chegaram a um acordo após reunião realizada na tarde desta sexta-feira, 20: de acordo com o Secretário Estadual da Fazenda, Rafael Fonteles, ficou definido que toda carrada de gado, acompanhada de nota fiscal, que entrar no Piauí será cobrado o valor de R$ 40 por cabeça de boi e R$ 29 por cabeça de vaca.
Porém, quem tentar entrar irregularmente no Piauí, sem nota fiscal ou apresentando uma nota que já foi apresentada antes, será cobrado por cabeça de gado o valor de mercado, no caso R$ 114, mais juros e multa, como ampara a legislação tributária. A medida visa evitar a concorrência desleal.
“Chegamos a um meio termo com os frigoríficos e produtores. Procuramos resolver o problema, de forma que não fossem prejudicados nem os proprietários e nem o Estado”, ressalta Rafael Fonteles.
Na reunião, o Secretário da Fazenda também determinou que fosse feito um estudo para analisar a possibilidade de conceder um incentivo fiscal para os produtores do gado do Piauí, a fim de contribuir com a economia local e a geração de mais empregos diretos e indiretos nesse setor.
“Agradecemos a sensibilidade do secretário da Fazenda. Esse acordo fechado ajuda a manter os frigoríficos e os mais de 300 empregos diretos e 1000 empregos indiretos. É importante saber que podemos contar com o governo do Estado para viabilizar e melhorar os nossos frigoríficos na cidade de Teresina”, afirma o deputado estadual e presidente da Associação Piauiense de Criadores de Zebu (APCZ), João Mádisson.
Fonte: Sefaz-PI

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Esposa de prefeito é encontrada morta no Piauí
Propaganda

PIAUÍ

Jucepi lança campanha de arrecadação de alimentos

Avatar

Publicados

em


A Junta Comercial do Estado do Piauí (Jucepi) inicia, nesta terça-feira (11), a campanha “Jucepi Solidária” para arrecadar alimentos não perecíveis que serão destinados a famílias carentes da zona rural.

Segundo a presidente da Jucepi, Alzenir Porto, a campanha é uma parceria com o Conselho Regional de Contabilidade no Piauí (CRC-PI) e visa somar esforços para o combate à fome. “Muitas famílias estão passando necessidade neste momento da pandemia, por isso resolvemos unir esforços com o CRC-PI para arrecadar alimentos com empresários e contadores”, afirma a gestora.

Em Teresina, a coleta de alimentos está sendo realizada na sede da Jucepi, localizada na rua General Osório, nº 3002, bairro Cabral e na sede do CRC-PI, localizada na avenida Pedro Freitas, nº1000, bairro Vermelha.

A arrecadação de alimentos será realizada ao longo do mês de maio.

Jucepi Solidária, campanha de arrecadação de alimentos.

Fonte: Governo PI

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Grave acidente na PI 113 deixa três mortos e um ferido
Continue lendo

CIDADES

PIAUÍ

POLÍCIA

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA