AMARANTE

PIAUÍ

Diretor do DPTC quer IML e Instituto de Identificação no interior do Piauí

Avatar

Publicado em

PIAUÍ

Tomaram posse na manhã desta terça-feira (27) o novo diretor do Departamento de Polícia Técnica e Científica da Secretaria Estadual de Segurança, médico legista Antônio Nunes Nunes Pereira, o coordenador do Instituto Médico Legal, Marcos Antônio Araújo Santos, dos Institutos de Criminalística, Danilo Amorim Araújo e de Identificação, Marcos Antônio Pinheiro.
O deputado Federal, Fábio Abreu, que prestigiou a solenidade realizada na Academia de Polícia, afirmou que o setor pericial será melhor aparelhado para fortalecer resolução de crimes e humanizar o atendimento no Instituto de Identificação, reduzindo filas.
A secretária interina de Segurança, Delegada Eugênia Villa, falou sobre a importância da perícia científica para legitimar o trabalho dos delegados e promotores na hora de oferecer denúncia. Garantiu que está será uma área valorizada pelo Governador Wellington Dias.
Riedel Batista, Delegado Geral, explicou que a perícia criminal foi esquecida em gestões passadas, fato que não se repetirá agora. Para ele a cooperação entre os setores será de suma importância para o modelo de Segurança Pública que está sendo preparado para o Estado.
Falando em nome dos novos gestores, o diretor do DPTC agradeceu a parceria com Polícia Militar, Polícias Federal e Rodoviária Federal. Afirmou ainda que vislumbra a vontade dos novos gestores da Segurança Pública em garantir avanços tecnológicos importantes.
“Dentre os nossos desafios está a recuperação do Instituto de Criminalística, mas também abrir novos postos do IML e do Instituto de Identificação no interior do Estado”, disse Antônio Nunes.
Prestigiaram a solenidade o Subcomandante da Polícia Militar, Superintendente da Polícia Rodoviária Federal, representante da Polícia Federal, Presidente da Comissão de Segurança Pública da OAB-PI, entre outras autoridades.
Fonte: Ascom Segurança
Denison Duarte – Amarante (PI)

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Tio é preso suspeito de estuprar a sobrinha de 8 anos no interior do Piauí
Propaganda

PIAUÍ

Piauí dá início à vacinação das Pessoas com Deficiência Permanentes

Avatar

Publicados

em


Neste sábado (0) o Piauí deu início à vacinação contra a covid-19 das Pessoas com Deficiência permanentes. Na capital, no posto de drive thru do Teresina Shopping, a deputada federal Rejane Dias e o superintendente de Atenção Primária a Saúde e Municípios da Sesapi, Herlon Guimarães, acompanharam presencialmente a vacinação.

No Piauí, o público alvo foi ampliado. Neste sábado podem receber a vacina pessoas com deficiência permanente (58 e 59 anos), pessoas com transtorno do espectro do autismo (a partir de 18 anos), pessoas com Síndrome de Down (a partir de 18 anos) e pessoas com paralisia cerebral (a partir dos 18 anos).

“É uma importante conquista. O Ministério da Saúde reconheceu a necessidade da inclusão de pessoas com Síndrome de Down, autismo e paralisia cerebral por conta da sua vulnerabilidade. É um momento de alegria, estou presenciando a felicidade dos pais de verem os seus filhos recebendo a vacina e realmente é algo que nos emociona. Grande dia”, disse a deputada Rejane Dias.

Hérlon Guimarães explica que o Estado não seguiu o critério das pessoas que possuem o Cadastro de Prestação Continuada, estabelecido no Plano Nacional de Imunização. “Nós fizemos um instrutivo para que os 224 municípios do Piauí incluíssem no critério de prioridade as pessoas com autismo, Síndrome de Down e paralisia cerebral. Nós saímos na frente para que o maior número de pessoas com deficiência sejam imunizadas, portanto, é um dia importante para o nosso Estado”, afirmou o superintendente.

Leia Também:  Tio é preso suspeito de estuprar a sobrinha de 8 anos no interior do Piauí

Para Maria do Socorro, mãe da Patrícia Oliveira, que possui Síndrome de Down, hoje é um dia de comemoração. “As pessoas com Síndrome de Down têm facilidade em contrair doenças pulmonares, então ficamos muito preocupados. Ela não sai de casa e não frequenta aulas presenciais, o que causa o seu estresse. Estávamos muito ansiosos pela vacina e finalmente esse dia chegou. É um alívio, vamos comemorar muito, mas continuaremos mantendo as medidas necessárias até o fim da pandemia”, pontuou.

Além das PCDs, as pessoas com comorbidades (18 a 59 anos), e gestantes e puérperas com comorbidades (a partir dos 18 anos) também se vacinam hoje. A vacina utilizada é a Covishield, do laboratório Astrazeneca, produzida em parceria com a Universidade de Oxford e a Fiocruz.

Vacinação de pessoas com deficiência
Fonte: Governo PI

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

PIAUÍ

POLÍCIA

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA