AMARANTE

Piauí

Dicas para economizar energia elétrica durante o B-R-O BRÓ

Avatar

Publicado em

Piauí

Dicas para economizar energia elétrica durante o B-R-O BRÓ

O segundo semestre no estado do Piauí é marcado pelo B-R-O BRÓ, junção das terminações dos últimos meses do ano, começando por setembro. Este é o período mais quente do ano, com baixa umidade relativa do ar e escassez de chuvas. Nos próximos dias, de acordo com dados do site Climatempo, a temperatura deve chegar a 39º C.

Com o aumento da temperatura e a busca para amenizar o calor, consequentemente ocorre o crescimento do uso de ventilador, ar-condicionado e umidificadores, aumentando consideravelmente o consumo. Em tempos de isolamento social, isso ainda será somado ao aumento já ocasionado por conta do trabalho em home office e as crianças mais tempo em casa.

O consumo no B-R-O BRÓ pode criar uma condição para o aumento do consumo de 6% a 12% nas contas dos clientes. Para evitar um impacto maior na conta de energia ao final do mês, é necessário evitar situações de desperdício de energia, como não deixar equipamentos ligados sem uso.

“As pessoas precisam estar atentas ao uso dos aparelhos no dia a dia para economizar. Nesse período mais quente, naturalmente já há um consumo maior, para amenizar o calor. Os aparelhos consomem mais energia para funcionar com a mesma qualidade. Por exemplo, o motor da geladeira precisa funcionar com mais intensidade para manter a temperatura baixa por conta do calor do ambiente. Mas, há algumas ações diárias que ajudam a reduzir o impacto na conta”, explica o técnico da área de Eficiência Energética da Equatorial Piauí, Gilvan Monteiro.

Leia Também:  Emenda de Henrique Pires permite aquisição de ambulância paraJúlio Borges

O aparelho de ar condicionado, geladeira, chuveiro elétrico, equipamentos ligados em modo de espera podem se tornar vilões, contribuindo consideravelmente no aumento do valor da conta.

Compare o funcionamento de aparelhos mais usados nesse período de calor:

AparelhoTempo de uso por diaDiaskWhValor em R$
Ventilador de mesa (60W)6 horas3010,89,168*
Ar-condicionado Split 9.000 BTUs6 horas3010286,58*
Climatizador de ar doméstico (80W)6 horas3014,412,22*
Tabela – Equatorial Piauí

Confira algumas dicas de economia:
-Evitar abrir a geladeira constantemente, tente retirar todos os alimentos da geladeira de uma só vez, evitando a entrada de ar quente e, consequentemente, forçando mais o motor;
-Fazer a manutenção das borrachas de vedação da porta da geladeira;
-Manter a limpeza do filtro do ar-condicionado em dia;
-Acumular maior quantidade de roupas e passa-las de uma só vez, evitando ligar e desligar o ferro de passar;
-Não deixar celulares, câmeras, notebooks e outros equipamentos ‘’dormirem’’ carregando;
-Desligar o ‘’stand-by’’ ou modo de espera de equipamentos, retirando-os da tomada quando não estiverem em uso;
-Reduzir tempo de banho em chuveiro elétrico;
Aproveitar ao máximo a luz natural e usar, quando necessário, lâmpadas LED, que são mais econômicas e tem maior vida útil.

Foto: Equatorial Piauí
Foto: Equatorial Piauí
COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

Piauí

MPPI realiza audiência sobre o transporte público coletivo de Teresina

Avatar

Publicados

em


O Ministério Público do Estado do Piauí realizou, na última sexta-feira (14), uma audiência sobre o transporte público coletivo de Teresina. A audiência contou com a participação de representantes da Procuradoria-Geral do Município de Teresina, do Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos de Teresina (SETUT) e da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (STRANS).

A promotora de Justiça Maria das Graças do Monte Teixeira, titular da 32ª Promotoria de Justiça de Teresina, especializada na defesa dos consumidores, ouviu todos os participantes, a fim de obter informações sobre a situação atual do transporte público coletivo e, consequentemente, de cobrar providências das autoridades competentes.

Os representantes do SETUT alegaram que o sistema do transporte coletivo passa por grandes dificuldades, agravadas pela pandemia do coronavírus e a redução dos passageiros. De acordo com eles, o poder público municipal, nesta gestão e nas anteriores, descumpre os contratos com os consórcios responsáveis pela prestação do serviço. Os representantes do sindicato destacaram que até os acordos judiciais celebrados na gestão anterior estariam sendo descumpridos.

Leia Também:  Equatorial Piauí lança Projeto E+ Luzes na Cidade e beneficia diversos municípios

Destacaram, ainda, que a remuneração das concessionárias, segundo as disposições contratuais, deveria ser feita através da arrecadação global do sistema de transporte coletivo urbano, que é composta pela arrecadação tarifária acrescida do subsídio – o qual tem o papel de custear, dentre outros itens, a diferença de arrecadação decorrente da diferença entre a tarifa tecnicamente apurada e a de fato implantada, a concessão do benefício de meia passagem e outra série de gratuidades concedidas por força de lei. Contudo, o Município de Teresina estaria se recusando a efetuar o pagamento desses subsídios.

O superintendente Cláudio Pessoa, representante da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito, ressaltou que a STRANS está aberta a receber todas as manifestações e informações das empresas, a fim de viabilizar um serviço de qualidade para a população. Declarou, ainda, que existem diversas falhas no sistema e que as prestadoras dos serviços também precisam cooperar para que as deficiências sejam sanadas. Realçou que a Superintendência vem realizando os pagamentos de sua atribuição.

A promotora de Justiça Maria das Graças destacou a necessidade de cobrar informações da Prefeitura de Teresina e da Secretaria de Finanças sobre o atraso no pagamento devido às empresas do setor. Por sua vez, o promotor de Justiça Fernando Santos, titular da 44ª Promotoria de Justiça, reforçou a necessidade da celebração de um acordo entre município e consórcios, a fim de corrigir a questão dos pagamentos e outros itens, sob o risco de, em breve, o sistema do transporte coletivo público entrar em colapso, o que causaria prejuízos imensuráveis aos cidadãos.

Leia Também:  Promoção Energia Em Dia já sorteou R$ 228 mil reais em prêmios por todas as regiões do Piauí

O procurador do Município de Teresina, Ricardo de Almeida Santos, se colocou à disposição da STRANS para auxiliar nas tratativas de eventual acordo. Ao final da audiência, os participantes foram informados da data da futura audiência, marcada para 24/05/2021, com o intuito de debater as propostas do acordo entre concessionárias e administração municipal.

COMENTE ABAIXO:



Continue lendo

CIDADES

PIAUÍ

POLÍCIA

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA