AMARANTE

ESPORTES

Com quatro gols, Neymar se iguala a nomes como Zico, Romário e Careca

Avatar

Publicado em

ESPORTES

Grande nome da vitória do Brasil por 4 a 0 sobre o Japão, Neymar se tornou o oitavo jogador da centenária história da Seleção a marcar pelo menos quatro gols pela equipe em uma partida oficial. Aos 22 anos, Neymar é o mais jovem a alcançar a marca. E também o único a ter marcado todos os gols da partida. O camisa 10 se igualou aos craques Ademir de Menezes, Zizinho, Julinho Botelho, Careca, Romário e Zico. E superou Pelé neste quesito. O Rei do Futebol chegou a marcar três gols em sete oportunidades. O recordista de gols em um duelo da Seleção é Evaristo de Macedo, que balançou as redes cinco vezes na goleada de 9 a 0 sobre a Colômbia, no Campeonato Sul-Americano de 1957. Dos sete jogadores que fizeram quatro gols em um jogo da Seleção, Ademir foi o único a conseguir o feito em um jogo de Copa do Mundo. Artilheiro do Mundial de 1950, o centroavante obteve a marca na goleada por 7 a 1 sobre a Suécia. Zico registrou o número duas vezes: contra a Bolívia (8 a 0, em 14/7/77) e o Eire (6 a 0, em 23/9/81). O maior ídolo da história do Flamengo chegou a fazer cinco gols em uma partida pela Seleção, mas em um jogo considerado não-oficial, o amistoso contra a seleção do interior do Rio de Janeiro, em 12 de março de 1978 (vitória do Brasil por 7 a 0).

Leia Também:  Palmeiras faz seis e atropela Murici-AL na Copa São Paulo

Romário fez quatro gols na vitória por 6 a 0 sobre a Venezuela, em 8 de outubro de 2000, pelas Eliminatórias da Copa. Careca também alcançou o número contra os venezuelanos, em 20 de agosto de 1989, pelas Eliminatória da Copa de 90. O primeiro a fazer quatro gols em uma partida oficial foi Zizinho, na goleada de 6 a 1 sobre o Chile pelo Sul-Americano de 1946. Sete anos depois, Julinho Botelho também balançou a rede quatro vezes nos 8 a 1 sobre a Bolívia, no Sul-Americano de 1953. Após a vitória sobre o Japão, Neymar se igualou a Rivellino como o sétimo maior goleador da seleção brasileira, com 40 gols. Pelé o líder, com 95 (incuindo partidas não-oficiais, contra clubes, por exemplo).

Fonte:Sportv

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

ESPORTES

Flamengo goleia Volta Redonda e se classifica para a final do Carioca

Avatar

Publicados

em


 O Flamengo não teve dificuldades para golear o Volta Redonda por 4 a 1, na noite deste sábado (08), no Maracanã, e garantir a classificação para a final do Campeonato Carioca. Mesmo com a decisão de Rogério Ceni de poupar alguns titulares, o Rubro-Negro se impôs em campo e não deu chances para o Voltaço.

A partida começou com polêmica. Logo com um minuto, o Volta Redonda teve uma falta perigosa. Luiz Paulo jogou na área e Bruno Barra desviou de cabeça. A bola sobrou para Alef Manga, que passou para João Carlos fazer o gol. O VAR entrou em ação e, depois de quase três minutos, anulou a jogada, assinalando impedimento de Alef Manga.

Em sua primeira finalização, aos 11 minutos, o Flamengo abriu o placar. Gabigol dominou a bola no meio de campo e lançou Michael. O camisa 19 entrou na área do Volta Redonda e bateu com categoria, na saída do goleiro Andrey, para deixar o Rubro-Negro na frente.

Não demorou muito para o Fla chegar ao segundo. Aos 20 minutos, Pedro ganhou disputa com Heitor e tocou para Gabigol. O camisa 9 dominou, cortou o defensor e colocou no canto direito do goleiro.

Leia Também:  Pedro brilha, Flamengo bate Athletico e prossegue na Copa do Brasil

O Flamengo só não chegou ao terceiro logo depois porque Pedro perdeu um gol incrível. Aos 32 minutos, Matheuzinho recebeu na direita e cruzou. Pedro apareceu sozinho dentro da pequena área, mas finalizou desequilibrado, jogando no travessão. No rebote, Gabigol acabou sendo desarmado.

O Volta Redonda parecia perdido em campo e Michael teve chance de marcar seu segundo gol, mas ele jogou para fora a chance após bom passe de Gabigol. O Voltaço respondeu aos 40 minutos, com Alef Manga batendo cruzado e obrigando Gabriel Batista a fazer grande defesa.

Se o Voltaço não conseguiu marcar, Gabigol não perdoou. Aos 42 minutos, ele tabelou com Matheuzinho, entrou na área adversária e encheu o pé. O goleiro Andrey falhou e a bola morreu no fundo da rede: 3 a 0.

O Flamengo começou o segundo tempo como terminou o primeiro: fazendo gols. Logo aos três minutos, Ramon lançou para Vitinho, que ganhou do zagueiro, fez o corte, e chutou firme para assinalar o quarto do Rubro-Negro.

Leia Também:  Manchester United goleia Roma na semifinal da Liga Europa

Com o Volta Redonda completamente atordoado em campo, o Flamengo não tinha dificuldade para criar oportunidades. Aos 22 minutos, Matheuzinho recebeu pela direita e cruzou para Pedro. O atacante tocou por cima. No ataque seguinte, Gabigol serviu João Gomes, mas o chute do camisa 35 parou nas mãos de Andrey.

No fim, o Volta Redonda conseguiu seu gol de honra. Boa jogada pela direita que terminou com o chute de Hiroshi, só que João Gomes apareceu no meio do caminho e, com o braço, “defendeu” a finalização. Penalidade máxima cobrada com perfeição por João Carlos para dar números finais à partida.

O Flamengo agora aguarda o adversário da final, que sairá do confronto deste domingo (08) entre Fluminense e Portuguesa, às 16h, no Maracanã. No confronto de ida, as equipes ficaram no 1 a 1. Novo empate garante o Tricolor na final. O jogo será transmitido ao vivo pela Rádio Nacional.

Edição: Cláudia Soares Rodrigues

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

PIAUÍ

POLÍCIA

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA