Após atuação do GACEP/MPPI, sede do 1º Batalhão da Polícia Militar do Piauí em Teresina é transferida temporariamente de prédio

Piauí

O Grupo de Atuação Especial de Controle Externo da Atividade Policial (GACEP/MPPI) promoveu, na última segunda-feira (12), reunião virtual com representantes do Ministério Público do Trabalho no Piauí (MPT-PI), da Secretaria de Estado da Administração e Previdência (SEADPREV), da Secretaria de Segurança Pública do Estado do Piauí (SSP-PI), da Diretoria de Vigilância Sanitária e Ambiental (DIVISA), do Corpo de Bombeiros Militar do Piauí (CBMEPI) e da Polícia Militar do Piauí.

A promotora de Justiça Fabrícia Barbosa de Oliveira, Coordenadora do Gacep, explicou que a reunião teve a finalidade verificar a adoção de providências, ante o risco de desabamento e as condições insalubres constatadas em inspeção realizada no 1º BPM, com o intuito de garantir a proteção e segurança dos profissionais de segurança pública.

Durante a reunião, o coronel da Polícia Militar Marcos Vinícius Araújo Sales, representando o Comando-Geral da PM-PI, informou que a mudança provisória da sede do 1º BPM ocorreu na semana anterior e que o Batalhão está instalado, provisoriamente, no prédio de número 1645, localizado no cruzamento da Rua Paissandu com a Quintino Bocaiúva, no Centro de Teresina. O coronel informou, ainda, que no prédio antigo foi realizado o escoramento das lajes e retirada de materiais, conforme solicitado pelo MPPI. Já a interdição formal da unidade, segundo o oficial, estaria em trâmite.

O Comandante do 1º BPM, Major Wilton José da Silva Sousa, afirmou que as novas instalações são dignas para o trabalho e agradeceu o esforço conjunto de todos os presentes.

Além disso, o MPPI, junto ao MPT-PI e à Divisa, realizará visita técnica nas novas instalações do 1º BPM em janeiro de 2023.

Ao final da reunião, deliberou-se que o Comando-Geral da PMPI expedirá um ato formal de interdição do prédio do 1º BPM, no prazo de até 05 (cinco) dias. Caso não tenha sido formalizada nesse prazo, o MPT-PI adotará as medidas judiciais cabíveis.

Fonte: Ministério Público do PI

Compartilhe!
Afonsinho AmaranteMegalink AmaranteFinsolComercial Sousa Netoclinica e laboratorio sao goncaloCetec AmaranteEducandario Menino JesusAvante EducacionalMercadinho AfonsinhoAlternância de BannersAlternância de Banners
Faculdade Três Marias
Colégio CTE
DoraTurNacional GasFaculdade EstacioPax Uni~ão AmarantePax Uni~ão AmaranteDr. JosiasPier RestobarPax Uni~ão AmaranteHospital de OlhosIdeal Web, em AmaranteSuper CarnesInterativa