AMARANTE

dedicação por um sonho

Vendedora de Picolés que fez 940 pontos na redação do Enem sonha fazer Medicina para ajudar a família

Publicado em

Brasil

vendedora de picolés bahia

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem 2021) foi uma experiência que trouxe muita expectativa para a moradora da Bahia, a vendedora de picolés Camila Leite de Jesus, de 28 anos. Há anos, Camila se dedica aos estudos no turno da noite, depois de muito trabalho durante o dia. Este ano ela alcançou 940 pontos na redação do Enem e comemora o resultado.

Moradora de Brotas-BA, a jovem traz consigo o sonho de se formar em Medicina, e este ano se vê mais próxima da realização do seu maior desejo. A emoção tomou conta ao receber o resultado do Enem e se deparar com os 940 pontos que alcançou na redação.

De origem humilde, a jovem, que trabalha em uma sorveteria do município de Brotas-BA, dedica parte do seu dia à venda de picolés e à noite divide o seu tempo com estudos e os cuidados com a filha Roberta Leite, de 11 anos.

“Estudo há 4 anos para passar em Medicina na Universidade Federal da Bahia (UFBA). Tenho minha rotina das 7h30 às 16h de trabalho e quando chego em casa tenho que ir estudar”, explicou Camila ao Somos Notícia.

Leia Também:  Franciscoenses terão um dia de inaugurações, vacinação e jogo amistoso na Várzea Comprida

Apesar da dedicação ao longo dos anos, a jovem estudante, natural de Salvador, na Bahia, estuda pela internet, sozinha em casa.

Camila Leite concluiu o Ensino Médio em 2012. Ela é filha do sapateiro Daniel Cosme e da Dona de casa, Janaína de Senna. Com um curso Técnico em Enfermagem, a jovem conheceu de perto a sua paixão pela Medicina, trabalhando em hospitais.

“Eu vi que o curso técnico não era o que eu queria, mas me levou a conhecer de perto a minha verdadeira paixão, a Medicina. Deixei o curso técnico e fui vender picolés, pois só assim eu teria tempo para estudar, e quanto trabalhava em hospitais não conseguia”, explicou.

Na Medicina, Camila almeja se dedicar à emergência de hospitais. O seu sonho é ajudar toda a família. Por enquanto, o momento é de muitas expectativas acerca da possibilidade de ingressar na UFBA.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Brasil

Jovem estudante ganha bolsa de estudos para universidade na Espanha, mas teme não realizar o sonho

Publicados

em

O jovem estudante José Andersson Braga de Abreu, natural de São João do Rio do Peixe, no Sertão da Paraíba, ganhou uma bolsa de estudos para cursar Engenharia Civil na Universidade de Jaén, na Espanha.

Ele conquistou a primeira colocação na seleção do Conselho Nacional das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica (Conif). Eram apenas duas vagas para todo o Brasil.

“Sinceramente quando eu soube do resultado fiquei sem reação, pois não acreditei que seria capaz de ser selecionado, já que estava concorrendo com excelentes alunos da rede federal de ensino, cada um com incríveis capacidades. Mas quando […] a ficha caiu, fiquei extremamente feliz”, contou ao g1.

Para José Andersson, o desafio agora é se adaptar a uma nova cultura, que é totalmente diferente da sua no Nordeste do Brasil. Segundo ele, a “oportunidade de crescimento”, é tão grande que lhe fez diminuir o medo.

Outro desafio para ele é a condição financeira de chegar até a Espanha. Segundo ele, a bolsa que ganhou paga as mensalidades do curso, o seguro saúde e um curso de espanhol. Ele terá ainda um auxílio de 2.200 euros, que será destinado ao alojamento durante o ano, o que equivale a um valor mensal de 180 euros.

Leia Também:  Sony anuncia fechamento de fábrica em Manaus e deixará de vender eletrônicos no Brasil

Em meio às despesas do estudante, ele ainda vai precisar de passaporte, visto e passagens aéreas, um custo aproximado de R$ 6 mil, despesas que a família não tem como custear.

Os amigos de José Andersson fizeram uma vaquinha na internet, mas os resultados não foram satisfatórios. Por causa dessa dificuldade, ele não sabe se vai conseguir realizar o sonho de estudar em outro país.

Atualmente ele está cursando Engenharia Civil no campus do Instituto Federal da Paraíba (IFPB), no município de Cajazeiras, na região do Sertão. Na mesma instituição, o jovem fez o Curso Técnico em Edificações integrado ao Ensino Médio.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

PIAUÍ

POLÍCIA

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA