AMARANTE

Esportes

Velocista Melânia Luz ingressa no Hall da Fama do COB

Publicado em

Esportes

A velocista Melânia Luz dos Santos passará a integrar o Hall da Fama do Comitê Olímpico do Brasil (COB). A atleta, que faleceu em 2016 aos 88 anos de idade, foi três vezes medalhista sul-americana, além de ser a primeira mulher negra brasileira a participar de uma edição dos Jogos Olímpicos, em Londres (1948). A confirmação da homenagem ocorreu neste domingo (3).

Em 2020, a Assembleia Extraordinária da Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt) reconheceu Melânia Luz como membro emérito da entidade, por causa da sua participação no esporte depois de apenas 50 anos da abolição da escravatura no país. A família recebeu a homenagem do COB na categoria “In Memoriam”.

Assim, o atletismo passa a ter seis representantes no seleto grupo de homenageados: Melânia Luz, Adhemar Ferreira da Silva (bicampeão olímpico do salto triplo), Joaquim Cruz (ouro e prata olímpicos nos 800 metros), João do Pulo (duas medalhas olímpicas de bronze no salto triplo), Vanderlei Cordeiro de Lima (bronze olímpico na maratona) e Sylvio de Magalhães Padilha (finalista olímpico dos 400 metros com barreiras e ex-presidente do COB).

Leia Também:  Torneio da França: Brasil fica no 0 a 0 com Finlândia em último jogo

Além de Melânia, ingressaram no Hall da Fama nesse ano Manoel dos Santos (natação), Marcelo Ferreira (vela), Ricardo Prado (natação), Renan Dal Zotto (vôlei), Walter Carmona (judô) e Yane Marques (pentatlo). Os novos membros serão homenageados em eventos do COB e deixarão seus pés ou mãos eternizados em moldes que serão exibidos em uma futura exposição no Centro de Treinamento da entidade.

Edição: Fábio Lisboa

Fonte: EBC Esportes

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Esportes

Internacional atropela o Fluminense por 3 a 0 no Beira Rio

Publicados

em

Na partida que encerrou a 22ª rodada do Campeonato Brasileiro, o Internacional superou o Fluminense por 3 a 0, na noite deste domingo (14) no estádio do Beira Rio, para permanecer na 6ª posição da competição com 36 pontos.

Para o Tricolor o revés representou a queda para a 4ª posição, com os mesmos 38 pontos, além de ver a interrupção de uma invencibilidade de 13 partidas (entre Brasileiro e Copa do Brasil).

Vindo de uma eliminação traumática nas Copa Sul-Americana (para o Melgar na disputa de pênaltis), o Colorado entrou em campo com muita disposição, forçando a marcação em cima da equipe de Fernando Diniz e não oferecendo espaços para o adversário.

A postura da equipe de Mano Menezes foi acertada, pois o Internacional conseguiu abrir o placar aos 35 minutos do primeiro tempo, quando aproveitou saída errada dos visitantes para marcar com o lateral Bustos.

Logo aos 16 da etapa final Maurício chegou a marcar um bonito gol em contra-ataque, mas o lance acabou anulado após o juiz assinalar, com auxílio do VAR (árbitro de vídeo), uma posição irregular.

Leia Também:  Carioca: Flamengo sai da frente do Vasco na busca de vaga para a final

Mas 10 minutos depois não teve jeito, o time de Porto Alegre ampliou com gol de Alemão, que finalizou de dentro da área após receber passe por elevação de Wanderson. Mas o gol mais bonito ficou para o final, quando o uruguaio Carlos de Pena bateu colocado de fora da área aos 47 minutos para superar o goleiro Fábio e fechar o placar.

Vitória em casa

Outra equipe a vencer neste domingo foi o América-MG, que bateu o Santos por 1 a 0 no Independência com um gol de Pedrinho. O triunfo deixou o Coelho na 8ª posição com 30 pontos, mesma pontuação do Peixe, que é o 10º.

Fonte: EBC Esportes

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

PIAUÍ

POLÍCIA

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA