Seduc-PI orienta TV Clube para cobertura de notícias sobre violência contra escolas

Seduc-PI orienta TV Clube para cobertura de notícias sobre violência contra escolas

Educação

Entre as ações para promover a cultura de paz nas escolas, a Secretaria de Estado da Educação do Piauí (Seduc-PI) trabalha, em parceria com os veículos de comunicação, recomendações visando assegurar o comprometimento da mídia local com a cobertura adequada aos episódios de violência registrados em contexto escolar.

A superintendente de Gestão e Ensino da Seduc, Viviane Carvalhedo, esteve nesta segunda-feira (24) em reunião com a equipe da TV Clube, filiada ao Grupo Globo, reforçando orientações sobre como a imprensa deve adotar novos protocolos para noticiar esse tipo de informação no intuito de evitar o chamado efeito contágio, que é estimular outras violências em estabelecimentos de ensino. “Nesta reunião técnica, a convite da Rede Clube, conversamos com jornalistas e produtores da emissora sobre como fazer a abordagem da comunicação com relação a essa situação de violência e ataques nas escolas. O diálogo envolveu temas como: formas de abordar, as colocações do profissional, as imagens utilizadas e orientações quanto ao fazer pedagógico”, informou.

O diálogo com os jornalistas teve o enfoque nas recomendações de especialistas e de instituições para que a imprensa evite a divulgação de opiniões e imagens deste evento e produza uma cobertura influenciando a cultura de paz nas escolas.

Ana Cristina Batista, editora-chefe do programa Piauí TV 1ª Edição, da TV Clube, destaca como positivo as orientações quanto à cobertura da imprensa nestas situações. “Foi muito importante para a gente receber a Viviane Carvalhedo. Estávamos mesmo precisando que a Secretaria da Educação nos desse orientações sobre como devemos abordar esse assunto tão delicado e novo para nós, jornalistas da Rede Clube. Ela nos deu orientações importantes para a cobertura de eventos como o que temos noticiado nas últimas semanas”, pontuou a editora.

Outro protocolo apresentado está no diálogo entre vários segmentos da sociedade quanto à ações práticas emergenciais e a longo prazo. “É necessário uma detalhada cobertura quanto ao conteúdo referente aos planos de ações da Secretaria da Educação e da Secretaria da Segurança para que haja a comunicação mais saudável e assertiva em relação à segurança, com foco na correta orientação aos pais e divulgação da cultura de paz nas escolas”, lembrou a superintendente Viviane Carvalhedo.

Já Caroline Oliveira, editora-chefe do portal de notícias G1 Piauí, lembra que a cobertura deve focar na prevenção, com outras pautas em colaboração com o posicionamento da secretaria. “A conversa foi muito esclarecedora e nos abriu um leque de novas pautas positivas dentro da Seduc sem que saia do factual e do interesse geral da população. Deixamos claro que, principalmente nesse momento de ameaças e/ou boatos sobre violência nas escolas, é importante que a Seduc sempre se manifeste para que seja tratado somente como um caso de polícia. Não temos interesse em sensacionalizar qualquer informação sobre isso, porém, precisamos informar e, de preferência, já com a reação positiva da Seduc sobre o fato e que seja imediata essa resposta”, comenta.

A superintendente Viviane Carvalhedo celebra o envolvimento da TV Clube diante do senso de urgência quanto ao tema e o comprometimento com a boa informação. “Aproveito para parabenizar aos profissionais da comunicação que fazem a Rede Clube pela iniciativa. Situações como essas merecem ser multiplicadas pelo papel importante que a comunicação tem na sociedade ao chegar a todas as pessoas”, declarou.



Fonte: Seduc – PI

Compartilhe este post
Canal da SorteMacedo CarnesSabores da TerraCitopatologista Dra JosileneAri ClinicaAfonsinho AmaranteFinsolComercial Sousa Netoclinica e laboratorio sao goncaloCetec AmaranteEducandario Menino JesusMercadinho AfonsinhoPax Uni~ão AmarantePax Uni~ão AmaranteDr. JosiasPier RestobarPax Uni~ão AmaranteHospital de OlhosIdeal Web, em AmaranteMegalink AmaranteSuper CarnesInterativa