AMARANTE

Esportes

Real Ariquemes encerra sequência de vices e leva título rondoniense

Publicado em

Esportes

O Real Ariquemes é o 25º campeão estadual do futebol brasileiro em 2022. Neste domingo (15), o Furacão do Vale do Jamari garantiu o título rondoniense pela terceira vez na história ao empatar por 1 a 1 com o União Cacoalense no estádio Valerião, em Ariquemes (RO), na partida de volta da final. O Rubro-Negro se beneficiou da vitória por 1 a 0, no estádio Aglair Tonelli, em Cacoal (RO).

A conquista assegura ao Real Ariquemes as vagas de Rondônia nas Copas Verde e do Brasil do ano que vem. Além disso, tanto o Furacão como o União estão classificados à Série D do Campeonato Brasileiro de 2023.

Os gols da partida foram marcados por dois veteranos dos gramados. O atacante Léo Mineiro, de 38 anos, abriu o marcador para os anfitriões, de cabeça, aos sete minutos do segundo tempo. O empate do União saiu nove minutos depois, com o meia Fabrício (ex-Internacional, Vasco, Cruzeiro e Athletico-PR), de 35 anos, cobrando pênalti.

Fundado em 2011, o Real Ariquemes disputou a final estadual pela quinta vez. Vice nos dois últimos anos para o Porto Velho, o Furacão foi bicampeão em 2017 e 2018. Dono dos troféus de 2003 e 2004, o União não chegava a uma decisão rondoniense há justamente 18 anos.

Leia Também:  Fla repudia novo preço de ingresso, e sócio não terá direito à meia-entrada

Apenas dois estaduais estão em andamento em 2022. O próximo a terminar será o Paraibano, com Botafogo-PB e Campinense disputando o troféu. No último sábado (14), a Raposa venceu o primeiro jogo da final por 2 a 1 no Almeidão, em João Pessoa. A partida de volta será no próximo sábado (21), no Amigão, em Campina Grande (PB). A equipe da casa tem a vantagem do empate para levar a taça pela 22ª vez, sendo a segunda consecutiva. O Belo precisa reverter o placar para chegar ao 31º título.

O Campeonato Amapaense, por sua vez, ainda está na primeira fase. Disputado por sete clubes, o torneio tem o Trem como líder, com nove pontos nas três primeiras rodadas (de sete). Santos-AP e Independente-AP também estão com 100% de aproveitamento, mas com dois jogos realizados e aparecem logo atrás. Os quatro primeiros vão às semifinais. A competição vai até 30 de junho.

Edição: Cláudia Soares Rodrigues

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Esportes

Campeonato Brasileiro de Boxe Elite reúne medalhistas olímpicos no RJ

Publicados

em

Construído para as provas de ciclismo da Olimpíada Rio 2016, o Velódromo da cidade maravilhosa abriu as portas para outra modalidade nesta segunda-feira (4): o Campeonato Brasileiro de Boxe Elite. As disputas masculina e feminina reunirão 173 atletas de todo o país, entre eles, expoentes como Beatriz Ferreira (prata nos Jogos de Tóquio e atual vice-campeã mundial nos 60 quilos), Keno Marley (vice-campeão mundial nos 86kg), e Abner Teixeira, bronze em Tóquio, nos 90 kg. A competição vai até domingo (10). 

As lutas começam a partir das 14h30 (horário de Brasil), em ringues no vão interno do Velódromo, no Parque Olímpico, na zona oeste do Rio. A entrada é gratuita, mediante inscrição online. As lutas também são transmitidas ao vivo no YouTube da Confederação Brasileira de Boxe (CBBoxe). A programação e resultados são publicados diariamente, depois das 22h30, no site da entidade.

Na semana que vem, a partir do dia 14, o Velódromo do Parque Olímpico receberá o 1º Grand Prix Internacional, com 52 atletas, de países como  México, Argentina, Colômbia, Panamá, Paraguai e Equador. Serão 13 categorias de peso, entre masculino e feminino.

Leia Também:  Copa América de triatlo tem dobradinha brasileira no topo do pódio

Após os dois grandes eventos, Marcos Cândido de Brito, presidente da CBBoxe, projeta a possibilidade de o Parque Olímpico receber em 2023 um evento do calendário classificatório da modalidade para os Jogos de Paris 2024. 

“Queremos criar um círculo virtuoso. Essa presença de eventos de referência incentiva a garotada, os técnicos e os projetos a se desenvolverem. Com isso, mais atletas ganham condições de ter nível de seleção e de competir internacionalmente e o Brasil só tem a ganhar”, afirmou o dirigente em depoimento ao Ministério da Cidadania. 

Edição: Cláudia Soares Rodrigues

Fonte: EBC Esportes

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

PIAUÍ

POLÍCIA

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA