AMARANTE

Diversidade e inclusão

Compliance: pilar de diversidade e inclusão quer promover revolução no mercado

Publicado em

MULHER

Foto: disobeyart/Freepik

Diversidade e inclusão são parte do novo tópico de ações que devem ser tomadas para uma prática eficaz de compliance no dia a dia de uma empresa. A adoção desse novo elemento acompanha uma tendência mundial de abrir espaços para se discutir questões de gênero, sexualidade, racismo e capacitismo no ambiente corporativo.

As ferramentas de compliance eram, anteriormente, ditadas por nove itens: suporte da alta administração; avaliação de riscos; código de conduta e políticas de compliance; controles internos; treinamento e comunicação; canais de denúncia; investigações internas; due diligence (diligência prévia, um processo de estudo e investigação da empresa) e auditoria e monitoramento.

Com a inclusão deste novo tópico, diversidade e inclusão, o objetivo é promover uma revolução no mercado para que as empresas possam se adequar melhor às demandas atuais da sociedade.

Enquanto a diversidade preconiza o respeito às características demográficas de um grupo, com oportunidades iguais para negros, mulheres, população LGBTQIA+, pessoas com deficiência e de idades diferentes, por exemplo, a inclusão procura garantir que todos os indivíduos sejam bem acolhidos, sem nenhum tipo de discriminação, preconceito e com os mesmos direitos.

O compliance contra a discriminação

A adoção de metodologias a favor da diversidade e da inclusão pode tornar a empresa mais competitiva e vista com bons olhos perante a sociedade. Contudo, as ações adotadas pelas empresas precisam transcender o campo da publicidade.

De nada adianta uma organização criar campanhas, se envolver em causas e se apropriar dessas agendas se, na realidade, o ambiente interno de trabalho que proporcionado aos colaboradores não condiz com o seu discurso. É para coibir essas práticas que as ferramentas de compliance existem e são fundamentais para que tudo seja seguido à risca. 

As ações de compliance também devem focar em medidas preventivas. Nesse quesito, podem incluir  campanhas internas de orientação e de esclarecimento; treinamento dos funcionários; ou até mesmo a criação de um canal de denúncias, uma ferramenta importante para que os funcionários possam se sentir mais confortáveis para reclamar de algo ou questionar alguma conduta.

Antecipar um problema e agir contra ele, focando em prevenção e não em punição, pode reduzir os riscos de alguma ação não sair como o esperado. Políticas de tolerância zero com deslizes e descuidos deixarão todos mais atentos e os funcionários, com sensação de maior acolhimento.

Crescimento no mercado

Uma empresa verdadeiramente preocupada com diversidade e inclusão tende a apresentar bons resultados. Uma pesquisa publicada pela Harvard Business Review revelou que, nas companhias em que esses conceitos são adotados, a participação no mercado chega a crescer até 45%.

O levantamento também estimou que, em ambientes nos quais a diversidade é respeitada, os colaboradores são 17% mais engajados e até exercem funções além de suas responsabilidades. O número de conflitos, por outro lado, pode ser até 50% menor do que nas demais empresas.

No entanto, o caminho ainda é longo. Dados do Instituto Ethos, após análise em mais de 500 empresas do Brasil, indicam que a diversidade ainda está longe do ideal. Os cargos de chefia são ocupados por 94% de pessoas brancas. Em casos em que homens e mulheres ocupam funções semelhantes, as mulheres recebem apenas 70% do salário pago aos homens. Quanto ao número de pessoas com deficiência, apenas 2% dos funcionários correspondem a essa parcela, que é o mínimo exigido por lei.

É para buscar mais equidade que a aplicação do compliance é importante. Agora que a diversidade e a inclusão fazem parte das diretrizes do programa, a expectativa é que esses números possam  apresentar uma melhora. Para uma mudança geral na estrutura e no pensamento, um primeiro passo tem que ser dado. Empresas que aderiram ao compliance já começam na frente, basta internalizar essa cultura e seguir firmando o comprometimento ético.

A adoção de software de compliance

Seja para quem planeja adotar ferramentas de compliance no trabalho, seja para quem já usa essa metodologia, duas palavras podem ser consideras chaves para o processo ter êxito: organização e planejamento.

Um passo fundamental é utilizar um software de compliance. Os programas ajudam na elaboração de planos e metas, com uso de estruturas centralizadas e rápida identificação de dados. Os softwares permitem o acompanhamento passo a passo do que é feito pelos colaboradores, além de auxiliar o controle das atividades diárias de forma eficiente e segura.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Comparador gratuito de cartões de crédito chega ao mercado!
Propaganda

MULHER

Vantagens de comprar lingerie no atacado

Publicados

em

O mercado de atacado está cada vez mais em alta no Brasil. O setor atacadista e distribuidor brasileiro registrou o aumento nominal de 5,2% em 2020, segundo a Associação Brasileira de Atacadistas e Distribuidores (Abad). Entre os nichos que se beneficiam desse crescimento está o mercado de moda íntima.

As peças de moda íntima são indispensáveis no dia a dia da mulher, por esse motivo, o mercado movimenta, de modo geral, cerca de R$ 3,6 bilhões anualmente, de acordo com dados do Instituto de Estudos e Marketing Industrial (IEMI). Seja para quem está começando no setor agora ou para os empreendedores mais experientes, apostar em lingerie no atacado pode trazer inúmeras vantagens.

Vantagens de compra no atacado

Quando decide pelo atacado em vez do varejo para manter o estoque atualizado, o lojista de moda íntima pode encontrar diferentes vantagens para o seu negócio. Na busca de um fornecedor de lingerie para revenda, é possível obter produtos de qualidade, com preços mais acessíveis, ampla variedade nas modelagens e com diferentes tamanhos disponíveis.

Compra on-line

Se antes era necessário ir de loja em loja para encontrar as peças para atualizar o estoque, hoje as aquisições podem ser feitas de forma on-line. Para garantir mais confiança nas compras na internet, basta fazer a lição de casa e usar a tecnologia para buscar fornecedores com boas recomendações.

Leia Também:  Comparador gratuito de cartões de crédito chega ao mercado!

Com o auxílio da internet, é possível encontrar um fornecedor de confiança, comparar os preços, achar produtos diferenciados dos concorrentes e realizar uma compra sem precisar sair de casa. Algumas empresas de atacado oferecem atendimento para sanar dúvidas pelo site ou via Whatsapp.

Outra vantagem é que, diferente das físicas, as lojas on-line atuam com sistema de compras 24 horas por dia. Ou seja, é possível adquirir no melhor momento do seu dia, sem se preocupar com o horário comercial.

Maior lucratividade

Uma das principais vantagens de quem opta por compras no atacado é o preço do produto. Ao comprar as lingeries diretamente do fornecedor, os custos acabam ficando mais baixos do que em uma negociação no varejo, por exemplo.

Algumas lojas de atacado fornecem produtos por preço de fábrica para quem compra grandes quantidades. Dessa forma, é possível atualizar o estoque e ainda obter margem de lucro maior, facilitando a expansão do negócio.

Acesso a tendências

Outro ponto positivo é a possibilidade de ter acesso em primeira mão às tendências do mercado de moda íntima. Essa vantagem pode ajudar a manter a loja atualizada e dentro das novidades para oferecer aos clientes.

Leia Também:  Candy color, neon e metalizado: cores do verão no hemisfério Norte

Dessa forma, é possível se antecipar e planejar uma nova coleção e ainda criar possíveis promoções que chamem a atenção dos clientes e façam a loja sair na frente dos concorrentes que ainda não tiveram acesso às novas tendências do setor.

Estoque versátil

Oferecer produtos com diferentes modelagens, promovendo diversidade nos tamanhos, é um dos pontos importantes para uma loja de moda íntima. Por esse motivo, optar pela compra de lingeries em redes atacadistas pode favorecer esse quesito.

Fornecedores de atacado, além de possuírem uma ampla variedade quanto a modelos de peças íntimas, também dispõem de diferentes numerações. Sendo assim, é possível manter um estoque cada vez mais diverso e que agrade diferentes clientes.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

PIAUÍ

POLÍCIA

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA