AMARANTE

Piauí

Finalista, piauiense de União pode ser a nova voz feminina da banda Bonde do Brasil

Publicado em

Piauí

nova voz feminina bonde brasil milenne

A banda Bonde do Brasil divulgou as três finalistas do concurso Nova Voz Feminina, sendo a piauiense de União, Milenne Oliveira, uma das classificadas, e com grandes chances de vencer a disputa.

“Parabéns às três classificadas para a grande final do Concurso”, disse a banda no seu perfil social. Na pontuação, Milene obteve 224.997 pontos, enquanto suas concorrentes Edjane e Tayla obtiveram 218.071 e 133.835, respectivamente.

No seu perfil no Instagram, a cantora emitiu uma nota de agradecimento, onde conta um pouco da sua história de vida e da sua carreira na música.

“No entanto, o amor pelo o que faço sempre prevalecia diante de todos os obstáculos, sou filha de um homem e uma mulher que deram duro na vida para poder ter o que tenho hoje, me ensinaram que não importa onde eu esteja a humildade sempre vai ser minha porta de chegada e saída, eu agradeço ao meu público, fãs, amigos, familiares e todos aqueles que acreditam no meu potencial, vocês são a razão pela qual eu nunca deixei de sonhar e hoje agradeço a todos por sonharem junto comigo”, pontuou a piauiense.

Leia Também:  Governo do Estado acelera recuperação da rodovia entre Curimatá e Avelino Lopes

Milenne Oliveira tem 18 anos. A jovem cantora pode conquistar a vaga no concurso a Nova Voz Feminina da banda Bonde do Brasil, que é uma das maiores sensações da música no Brasil.

A banda tem um estilo diferenciado que traz a junção dos ritmos forró, sertanejo e reggae, criando uma pegada dançante, conquistando jovens por todo o Brasil.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Piauí

MPPI obtém decisão favorável para que Estado do Piauí resolva problema de superlotação em penitenciária de Floriano

Publicados

em

Foto: o Promotor de Justiça Danilo Henriques (no centro) inspecionou a Penitenciária Vereda Grande

A 4ª Promotoria de Justiça de Floriano obteve decisão liminar favorável em ação civil pública (ACP) ajuizada com o objetivo de viabilizar o remanejamento de presos da Penitenciária “Gonçalo de Castro Lima” (Vereda Grande).

A ação foi proposta pelo Promotor de Justiça Danilo Carlos Ramos Henriques, que havia realizado inspeção na unidade prisional, em maio deste ano. O representante do Ministério Público constatou que 291 detentos estavam sob custódia no local, sendo que a capacidade é para apenas 200. Em junho, o diretor da penitenciária informou que o total de presos chegou a 305.

O Promotor de Justiça ressalta que a situação configura violação dos princípios da dignidade da pessoa humana, da legalidade, da razoabilidade e da humanidade. “A superlotação da unidade prisional acarreta riscos à segurança, tanto a dos detentos como a dos servidores. Além disso, a inércia estatal no cumprimento das obrigações relativas aos direitos dos detentos enseja a tutela jurisdicional, já que as condições da penitenciária se mostram insustentáveis”, destacou Danilo Henriques.

Leia Também:  Um homem morre e outro fica ferido em grave acidente no Piauí

Para que o remanejamento não cause desestabilização da administração penitenciária, o MPPI requereu que ele seja realizado de forma gradual, em quatro etapas. O plano proposto pela Promotoria de Justiça foi integralmente acolhido pelo Poder Judiciário. Na última sexta-feira, 01, o Juiz de Direito Carlos Marcello Sales Campos proferiu a decisão favorável, determinando que o Estado do Piauí execute as providências necessárias.

A cada quinze dias, devem ser realocados 25 detentos, até que a quantidade de pessoas sob custódia fique adequada à capacidade da penitenciária, ou seja, de no máximo 200 internos.

Fonte: Ministério Público do PI

COMENTE ABAIXO:



Continue lendo

CIDADES

PIAUÍ

POLÍCIA

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA