O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, foi afastado do cargo por determinação do Superior Tribunal de Justiça (STJ) por suspeitas de irregularidades na Saúde.

Inicialmente, o afastamento será por seis meses. Além de Witzel, outras oito pessoas, incluindo a esposa do governador – Helena Witzel, foram também denunciados pela Procuradoria Geral da República (PGR) por corrupção.

Até o momento, não há ordem de prisão expedida contra o governador. A autorização das diligências é do ministro do STJ, Benedito Gonçalves.

A defesa do governador Witzel afirmou que “recebe com grande surpresa a decisão de afastamento do cargo, tomada de forma monocrática e com tamanha gravidade”.

“Os advogados aguardam o acesso ao conteúdo da decisão para tomar as medidas cabíveis”, diz a nota.

Foto: Governo do Estado do Rio de Janeiro