Menu...

19 de agosto de 2018

Incra realiza supervisão ocupacional para retomada de imóveis abandonados em Amarante


Hospital de Olhos

Os assentados do Incra estão passando por uma supervisão ocupacional realizada pelo órgão, em Amarante. O trabalho iniciou em maio com prazo de conclusão no final de julho. O objetivo dos agentes é encontrar imóveis que estão abandonados para, então, proceder à retomada.

A informação foi confirmada ao Somos Notícia pelo chefe da Divisão de Desenvolvimento do Incra, Damázio Tapeti. “Se a justificativa não for plausível, nós vamos entrar com a retomada do imóvel. Na primeira etapa, foram fiscalizados os assentamentos Arara, Ararinha e Mimbó.”

A destinação do imóvel após a retomada “será feita por meio de uma relação de pessoas cadastradas que vão concorrer a essa vaga. Será analisado perfil com as informações fornecidas pela associação”, completou.

Damázio Tapeti reforça ainda que em caso de débito junto a instituições financeiras haverá cobrança judicial para quem perder o imóvel por abandono. Ele diz ainda que, em caso de retomada do imóvel, a família tem até 15 dias para apresentar a defesa.

Outra tarefa do órgão em todo o Piauí, a exemplo de Amarante, é conseguir o desbloqueio de famílias que estão sem conseguir acessar a qualquer tipo de linha de crédito do Governo Federal. Segundo Damázio, o Tribunal de Contas da União (TCU) bloqueou em todo o Piauí quase 11 famílias.

“Estamos fazendo o levantamento de documentação para desbloquear as famílias e possibilitar o acesso a aplicação do Crédito Fomento Mulher, que vem no cartão de crédito do BB no valor de R$ 3 mil por família. O recurso é para uso em questões produtivas como criação de porcos, ovelhas, peixes. A priori os assentamentos beneficiados são os do Incra. Para assentados do Estado, o proponente deve apresentar o título de posse do assentamento”, encerrou.

Comente aqui

accumsan dolor. venenatis, porta. neque. Aliquam dictum vel,