AMARANTE

Geral

Inscrições para casamento comunitário terminam hoje em São Paulo

Publicado em

Geral

As inscrições para participar do casamento comunitário, organizado pelo Centro de Integração da Cidadania (CIC), da Secretaria Estadual da Justiça e Cidadania, terminam às 17h de hoje (13). O casamento  será no dia 12 de junho, das 10h às 17h, no Ginásio Poliesportivo Mauro Pinheiro, na Rua Abílio Soares, 1300, no bairro do Paraíso, em São Paulo.

A ação tem como objetivo possibilitar a oficialização da união de casais, que já vivem juntos ou não, com renda total de até três salários mínimos. A renda deverá ser comprovada por meio de documentos. Os casais que se enquadrarem neste perfil terão gratuidade na documentação e na cerimônia.

Para se inscrever presencialmente basta ir até uma das 18 unidades do CIC. Na capital são oito unidades: CIC do Imigrante (Barra Funda), Leste (Itaim Paulista), Oeste (Jaraguá), Sul (Jardim São Luís), Norte (Jaçanã), Casa da Cidadania (Jabaquara), Feitiço da Vila (Valo Velho) e Grajaú.

Na Grande São Paulo, há quatro unidades: Guarulhos, Pirapora do Bom Jesus, Francisco Morato e Ferraz de Vasconcelos. No interior, o CIC possui unidades em Campinas, Juquiá, Jundiaí, Laranjal Paulista e Cajamar. No litoral, a unidade fica em São Vicente.

Leia Também:  Detentos cuidam de gatos e cães em presídio de São Paulo

Exigências

No ato da inscrição os casais devem apresentar certidão de nascimento atualizada (válida por 90 dias) e a presença dos pais munidos de registro geral e Cadastro de Pessoa Física (CPF), para solteiro menor; certidão de nascimento atualizada (válida por 90 dias), para solteiro maior; certidão de casamento com averbação do divórcio para divorciados; certidão de casamento e certidão de óbito para viúvos. Todos devem registro geral, CPF ou carteira nacional de habilitação e a carteira de trabalho ou comprovante de rendimento, se houver.

O CIC presta serviços de auxílio com a regularização da documentação e outras etapas desde 2004. Desde então, já houve 5.964 casamentos em 62 cerimônias até 2021.

Edição: Kleber Sampaio

Fonte: EBC Geral

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Geral

PRF afasta envolvidos na morte de homem sufocado dentro de viatura

Publicados

em

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) anunciou hoje (26) o afastamento dos agentes envolvidos na morte de Genivaldo de Jesus Santos, ocorrida durante uma abordagem feita ontem (25) por policiais rodoviários federais na BR-101, em Sergipe. Em nota, a corporação afirmou que instaurou um processo disciplinar “para elucidar os fatos” e os agentes foram afastados das atividades de policiamento.

“A Polícia Rodoviária Federal informa que está comprometida com a apuração inequívoca das circunstâncias relativas à ocorrência no estado de Sergipe, colaborando com as autoridades responsáveis pela investigação. A PRF instaurou processo disciplinar para elucidar os fatos e os agentes envolvidos foram afastados das atividades de policiamento”, afirmou a PRF em nota.

A Polícia Federal (PF) abriu inquérito para apurar o caso e já iniciou as diligências para esclarecer “o mais breve possível” o ocorrido, conforme afirmou em nota.

Por meio de suas redes sociais, o ministro da Justiça e Segurança Pública, Anderson Torres, disse nesta quinta-feira que determinou que a Polícia Federal e a Polícia Rodoviária Federal abrissem investigação sobre a ocorrência. “Nosso objetivo é esclarecer o episódio com a brevidade que o caso requer”, escreveu o ministro.

Leia Também:  Graffiti e xilogravura se unem em exposição em São Paulo

Imagens veiculadas na internet mostram a vítima presa dentro de uma viatura esfumaçada. O homem se debate com as pernas para fora enquanto um policial rodoviário mantém a tampa do porta-malas abaixada, impedindo o homem de sair. As suspeitas são de que a fumaça era um gás disparado pelos policiais, o que teria resultado na morte de Genivaldo por asfixia.

Segundo o Instituto Médico Legal (IML) de Sergipe, foi realizada a necrópsia e o material coletado encaminhado ao Instituto de Análises e Pesquisas Forenses (IAPF) para elucidar a causa imediata da morte. Foi identificado de forma preliminar que a vítima teve como causa da morte insuficiência aguda secundária a asfixia.
 

Edição: Fábio Massalli

Fonte: EBC Geral

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

PIAUÍ

POLÍCIA

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA