AMARANTE

passageiros do Piauí e Maranhão

Grave acidente na Serra de Tianguá deixa mortos e mais de 30 feridos; vítimas iam para concurso em Fortaleza

Publicado em

Brasil

Um ônibus tombou na madrugada desta sexta-feira (22) deixando pelo menos quatro pessoas mortas e outras 34 feridas na descida da serra de Tianguá, a 310 km de Fortaleza-CE.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) informou que o local foi interditado no sentido Sobral/Serra Grande. Segundo informações, parte das vítimas é do Maranhão e estava no ônibus que havia sido fretado para levá-las a um concurso da Fundação Regional de Saúde (Funsaúde), que será realizado neste fim de semana, em Fortaleza.

De acordo com o g1/CE, o acidente aconteceu por volta das 3h, deixando duas pessoas mortas no local. Outras duas foram socorridas, mas vieram a óbito no hospital. O condutor do ônibus deixou o local e não foi encontrado ainda.

Uma das candidatas, Katiele Cristine Silva Lobão, da cidade de Barra do Corda-MA, disse que dormia no momento do acidente e que acordou ao perceber que o ônibus estava balançando. Ela teve apenas ferimentos leves no braço e no pé.

“Saímos quase 3 horas da tarde do Maranhão da cidade de Barra do Corda. Tem gente também do município de Presidente Dutra. Não me lembro de muita coisa, pois era de madrugada e estávamos todos dormindo. Vi só quando o ônibus começou a balançar e caiu. Só tive um ferimento no braço e o pé cortado”.

Leia Também:  Governador Wellington Dias faz entrega de reforma do Hospital Infantil Lucidio Portella

Outra passageira, Paula Samantha Moreira de Matos, de Barra do Corda, disse que as pessoas do ônibus eram de Presidente Dutra, Barra do Corda, Teresina, entre outras cidades.

“Fiquei machucada no braço e no pé, porque na hora a gente caiu em pé e ficamos segurando uma na outra. Eu estava dormindo e acordei sentindo um cheiro de queimado. Quando falei que estava com um cheiro de queimado na mesma hora o ônibus virou. Foi um desespero, porque nosso medo era cair da serra, eu estava desesperada, porque imaginava que se mexesse poderia cair no abismo. O motorista puxou para outro lado para não cair no abismo. Estava tudo escuro, não dava para saber quem era quem, só quando a gente ia olhando para a cara das pessoas. Meu grupo eram de cinco pessoas”.

Um ônibus que saiu de Amarante-PI numa excursão para Fortaleza tinha profissionais da Saúde, que ajudaram no socorro às vítimas. “Estávamos no local e, logo em seguida, foram chamados os técnicos de Enfermagem dos ônibus para auxiliar no socorro. Ficamos por duas horas no local”, informou uma turista de Amarante.

Leia Também:  Mulher morre a tiros enquanto amamentava na porta de casa no Piauí; criança fica ferida na mão

Ao todo, 34 pessoas feridas deram entrada no Hospital e Maternidade Madalena Nunes, em Tianguá. Três dos passageiros estavam em estado grave e foram transferidos para a Santa Casa de Misericórdia, em Sobral. Os demais foram levados com escoriações para a unidade de saúde.

O governador do Estado do Ceará, Camilo Santana, fez uma publicação nas redes sociais prestando solidariedade às vítimas do acidente.

“Minha solidariedade às vítimas do acidente com ônibus na BR-222, em Tianguá, que deixou quatro mortos e mais de 30 feridos nesta madrugada. O ônibus vinha do Maranhão com candidatos do concurso da Funsaúde, que será realizado neste fim de semana. O Governo do Estado está prestando todo o atendimento necessário às vítimas. Meus sentimentos de profundo pesar”, publicou Camilo.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Brasil

Ciro Nogueira anuncia fechamento das fronteiras aéreas do Brasil para seis países por causa da variante Ômicron

Publicados

em

O Brasil vai fechar as fronteiras aéreas para seis países da África em razão da nova variante ‘Ômicron’ – do coronavírus, que foi detectada esta semana. A informação foi dada nessa sexta-feira pelo ministro da Casa Civil, Ciro Nogueira.

A nova cepa representa um desafio para cientistas, que ainda não sabem se possíveis mudanças da variante podem ser mais transmissíveis ou mortais. Por enquanto, descobrir se ela poderá provocar um impacto na saúde pública pode levar algum tempo.

A cepa foi detectada nos últimos dias na África do Sul, chamando a atenção de cientistas e de todo o mundo em razão da sua quantidade e da variedade de mutações, sendo que algumas delas são consideradas inéditas.

A variante Ômicron está se espalhando com rapidez pelo país africano. Ela caminha para, em duas semanas, se tornar dominante, pouco depois de uma forte onda provocada pela cepa Delta no país.

Na noite de ontem, o ministro da Casa Civil, Ciro Nogueira, fez o anúncio de que o país vai fechar as fronteiras com seis países da África, a partir da próxima segunda-feira.

Leia Também:  Detento foge da penitenciária Irmão Guido, em Teresina

“O Brasil fechará as fronteiras aéreas para seis países da África em virtude da nova variante do coronavírus. Vamos resguardar os brasileiros essa nova fase da pandemia naquele país. A portaria será publicada amanhã e deverá vigorar a partir de segunda-feira”, disse o ministro.

Segundo ele, a decisão tem a participação dos ministérios de Infraestrutura, Saúde e Justiça. A decisão vai atingir os passageiros oriundos da África do Sul, Botsuana, Eswatini, Lesoto, Namíbia e Zimbábue.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

PIAUÍ

POLÍCIA

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA