Grave acidente deixa quatro mortos na BR 343, em Amarante(PI)

Amarante
Um grave acidente deixou quatro mortos na BR 343, próximo ao bairro Alto Alegre, em Amarante(PI), por volta das 14h. Um ônibus que transportava alunos de Regeneração (PI) pegou fogo ao bater de frente em um Celta vermelho, durante uma tentativa de ultrapassagem.

Três das vítimas, todas carbonizadas, eram alunas da Universidade Estadual do Piauí, em Amarante. Dentre elas estavam Carol, Juliete e Luciana, todas de Regeneração(PI), que estudavam em Amarante. A outra vítima, ainda não identificada, era o motorista do Celta e também está carbonizada.

O motorista do ônibus, ainda sem identificação, foragiu no instante da ocorrência. O pânico tomou conta da população que nada pôde fazer enquanto os corpos se queimavam.

“No instante do ocorrido, houve quem ainda ajudasse no socorro de três dos sobreviventes”, afirmou um dos voluntários, que não quis se identificar.

Os veículos, em razão de estarem totalmente danificados, não puderam ser identificados.

ATUALIZADA ÀS 17h36
Uma retificação: o policial militar de Amarante(PI), sargento Sena, afirmou ao site Somos Notícia que, terminado o fogo nos veículos, foi possível afirmar que no Celta haviam duas pessoas carbonizadas e no ônibus outras duas, e não três, conforme foi noticiado no site Somos Notícia. Outro detalhe: a aluna Luciana, que seria uma das vítimas não está entre os corpos. O site Somos Notícia pede desculpas pelo erro cometido.

Mas, segundo a Polícia Rodoviária Federal, número de mortos ainda não está confirmado. "Embaixo do ônibus, pode existir mais gente. Precisamos confirmar", afirmou um dos agentes que estavam no local. A alta temperatura foi o suficiente para o derretimento de muitos objetos nos veículos. Portanto, para ele, qualquer informação acerca da quantidade de vítimas pode não ser exata.

O delegado civil, de Amarante(PI), Tomaz de Aquino, informa que já acionou o Instituto Médico Legal para a realização dos exames de DNA e também o diretor da Polícia Civil, para que seja feita a perícia.

A professora da turma, Edilene Vilarinho, relata que estava à espera dos alunos e viu que estavam demorando a chegar. “Eu cheguei na sala e comecei a dar minha aula e nada dos alunos de Regeneração chegarem. Neste instante percebi que o Wallinson, um dos alunos, vinha entrando e disse que havia acontecido algo e não era bom. Parece que morreu alguém da nossa sala”.






Compartilhe este post
Casa da Roca e PetCitopatologista Dra JosileneAri ClinicaAfonsinho AmaranteMegalink AmaranteFinsolComercial Sousa Netoclinica e laboratorio sao goncaloCetec AmaranteEducandario Menino JesusMercadinho AfonsinhoAlternância de BannersNacional GasFaculdade EstacioPax Uni~ão AmarantePax Uni~ão AmaranteDr. JosiasPier RestobarPax Uni~ão AmaranteHospital de OlhosIdeal Web, em AmaranteSuper CarnesInterativa

Deixe um comentário