De olho em Paris, Willian Lima é bronze em Grand Slam de Judô

De olho em Paris, Willian Lima é bronze em Grand Slam de Judô

Esportes

Atual número 10 do mundo na categoria dos 66 quilos, o judoca Willian Lima garantiu a medalha de bronze para o Brasil nesta sexta-feira (1º), primeiro dia do Grand Slam de Tashkent (Uzbequistão). Nascido em Mogi das Cruzes (SP), Willian derrotou o anfitrião Sardor Nurillaev, após aplicar um waza-ari no Golden Score (tempo extra no combate final). A competição, que vale pontos preciosos no ranking de classificação para a Olimpíada de Paris, vai até domingo (3), com transmissão ao vivo online (on streaming) na Judo TV e no perfil do Time Brasil no YouTube. 

“É muito gratificante essa sensação de a medalha estar concretizada aqui. É um trabalho que a gente precisa acreditar no processo, ver toda a evolução que a gente fez com a seleção, com os técnicos, com meu clube, com parceiros de treinos. [Na etapa] em Paris eu fiquei em 7º,  em Baku fiquei em 5º e agora esse bronze. É onde você consegue perceber a evolução. Um passo de cada vez e a gente vai conseguir maiores conquistas”, projetou o brasileiro, entusiasmado com sua primeira medalha nesta temporada, e a quinta na carreira em etapas de Gran Slam.

Antes da luta final valendo o bronze, Willian Lima, de 24 anos, venceu três lutas seguidas com waza-ari. Primeiro bateu o colombiano Huan Hernandez, depois passou pelo marroquino Abderrahmane Boushita e, na sequência superou o russo Murad Chopanov.  Na semifinal, o brasileiro perdeu para o israelense Baruch Shmailov e foi direto para disputa do bronze.

Outros resultados

O dia não foi bom para a campeã olímpica Rafaela Silva, campeã olímpica, que não passou da estreia contra a polonesa Arleta Podolak na categoria até 57 kg, que venceu ao aplicar um waza-ari na brasileira.

Já a compatriota Natasha Ferreira venceu a estreia contra a da taiwanesa Yi-Chun Shen, ao aplicar um waza-ari na adversária. No entanto, na luta seguinte das oitavas de final contra a turca Tugce Beder, levou três punições e foi eliminada da disputa.

Paris é logo ali

A totalização de pontos no ranking da Federação Internacional de Judô (IJF, na sigla em inglês) teve início em julho de 2022 e só termina em junho deste ano. A modalidade reunirá 372 atletas em Paris (igualmente divididos entre homens e mulheres). 

Os 17 primeiros colocados no ranking de cada categoria asseguram vaga em Paris 2024 (com o limite de um judoca por país). A partir das 18ª colocação no ranking, as vagas serão distribuídas por continente: Américas (21 vagas), África (24), Europa (25), Ásia (20) e Oceania (10).

Agenda do Grand Slam

SÁBADO (02) 

1h (horário de Brasília) – preliminares / 9h – finais

 Ketleyn Quadros (-63kg), Gabriella Mantena (-63kg), Luana Carvalho (-70kg) e Ellen Froner (-70kg).

DOMINGO (3)

1h30 – preliminares / 9h – finais

Giovani Ferreira (-90kg), Marcelo Gomes (-90kg), Leonardo Gonçalves (-100kg), Rafael Buzacarini (-100kg) e Giovanna Santos (+78kg)


Fonte:Agência Brasil / Esportes

Compartilhe este post
Macedo CarnesSabores da TerraCitopatologista Dra JosileneAri ClinicaAfonsinho AmaranteFinsolComercial Sousa Netoclinica e laboratorio sao goncaloCetec AmaranteEducandario Menino JesusMercadinho AfonsinhoAlternância de BannersPax Uni~ão AmarantePax Uni~ão AmaranteDr. JosiasPier RestobarPax Uni~ão AmaranteHospital de OlhosIdeal Web, em AmaranteMegalink AmaranteSuper CarnesInterativa