Menu...

22 de junho de 2018

Criança de São Francisco do MA sofre de doença rara e precisa de ajuda


Hospital de Olhos

Uma criança de São Francisco do Maranhão identificada como Allan Francisco, de apenas seis anos, necessita de ajuda financeira para realizar um tratamento em Fortaleza-CE.

De acordo com informações da família, o menino sofre de uma doença rara chamada Distrofia Muscular de Duchenne, doença hereditária que causa fraqueza muscular. O tratamento deve acontecer no hospital Sarah Kubitschek.

A ajuda que Allan Francisco necessita é financeira. Um bingo de uma sanduicheira e um liquidificador está sendo organizado por amigos e familiares, e será realizado no próximo dia 21 no município em prol do seu tratamento.


De acordo com a mãe da criança, Silvana Ribeiro, o menino tem dificuldades para andar. “Ele tem também dores nas pernas, e está atrofiando os pés e a coluna. O médico me disse que a doença dele não tem cura. O tratamento é para que ele não pare de andar”, disse ela.

Allan Francisco deve viajar na companhia da mãe no próximo dia 29 para consultas no hospital Sarah Kubitschek, em Fortaleza. De acordo com a diretora do Hospital Luiz Gonzaga Martins, Ana Meire, no momento, Allan e a família têm a atenção de profissionais do município de São Francisco do Maranhão, a exemplo da enfermeira Maria da Cruz e dos fisioterapeutas Flávio e Rebeca, que “vêm acompanhando o caso e realizando há 4 meses as sessões fisioterápicas que a criança precisa”.

O fisioterapeuta Flávio assegura que a doença é degenerativa e é causada pela ausência de uma proteína fundamental para o funcionamento dos músculos. “Com a ausência dessa proteína, o músculo vai se degenerando progressivamente. À medida que o tempo passa, a fraqueza vai piorando até chegar ao ponto da criança ou adolescente deixar de andar.”

Ele assegura ainda que os sintomas já podem ser percebidos na criança por volta dos 3 anos. “Nessa fase, o cansaço já é percebido ao subir escadas, a criança começa a tropeçar e a cair com facilidade e tem dificuldade para caminhar”, completou ao dizer que a fraqueza é o sintoma que mais incomoda à criança.

Silvana Ribeiro relata que o seu filho vem também sendo submetido a um tratamento em Teresina, mas o atrofiamento das pernas, segundo ela, requer urgência no tratamento para que ele não deixe de caminhar. “Essa doença não tem cura, tem controle. O Allan está há seis meses sendo acompanhado em Teresina, mas agora temos que procurar um tratamento mais avançado para que ele não deixe de caminhar. Já procuramos esse tratamento em São Luís do Maranhão, mas só encontramos em Fortaleza”, encerra.

O problema de Allan Francisco foi percebido pela família quando ele tinha 4 anos, mas, segundo informações médicas à família, a doença o acomete desde o nascimento.

As ajudas financeiras deverão ser encaminhadas para a seguinte conta bancária da mãe de Allan Francisco:
Agência: 2618-2
Conta de Poupança: 8258-9
Titular: Silvana Ribeiro da Silva Carvalho
Contato: 9 9926-2544 e 9 9467-2708

Tags:

Comente aqui

risus venenatis lectus Curabitur at dictum amet,