3:11 pm - quinta-feira novembro 22, 3753

Uespi em Amarante vai sediar II Congresso Internacional de Ensino de Espanhol no Brasil

Edição e postagem: Denison Duarte, em 05-07-2017 00:18 | Última modificação: 05-07-2017 14:28
Hospital de Olhos

O Núcleo da Universidade Estadual do Piauí, em Amarante, vai sediar o II Congresso Internacional de Ensino de Espanhol no Brasil.

O evento está marcado para acontecer de 5 a 8 de julho com 50 participantes, sendo 30 vagas exclusivas a alunos da Uespi – do curso de Espanhol, e as 20 restantes para o público externo.

“É uma oportunidade muito boa para Amarante, esse acontecimento! Quem estiver interessado deve nos procurar para realizar sua inscrição, a partir desta quarta-feira”, afirmou o diretor do Núcleo da Uespi no município e coordenador do curso de Espanhol, Florentino Inácio, colaborador do II Congresso Internacional, em Amarante.

O Congresso, que teve sua primeira edição em 2015, foi criado pela professora permanente da Uespi, Dra. Margareth Torres de Alencar Costa, que também está à frente da execução do evento em Amarante .

Chegando este ano à segunda edição, o congresso, de acordo com a idealizadora, ” visa discutir a situação do Espanhol no Brasil”. Segundo ela, “é uma reflexão acerca dos caminhos que a Língua está tomando no território nacional.”

O evento em Amarante é uma extensão do congresso realizado em Teresina, de 27 a 30 de junho, sob a responsabilidade do Núcleo de Estudos Hispânicos (Nuehis) da Uespi com discussões sobre ensino hispânico, literatura e práticas docentes.

Em Amarante, Dra. Margareth Torres ministra atualmente a disciplina de Literatura Espanhola – Americana I, do Curso de Espanhol.

Os trabalhos, que estão acontecendo em vários estados ao mesmo tempo, têm no Piauí o apoio do reitor da Uespi, professor Nouga Cardoso Batista; do pro-reitor de extensão, Raimundo Dutra; e do ex-reitor da Uespi, Carlos Alberto.

Como parte da programação durante o evento em Amarante, será realizado o III Colóquio do Núcleo de Estudos Hispânicos e o II Seminário de práticas docentes do Parfor (Uespi).

Segundo Florentino Inácio, os dois primeiros dias serão voltados à execução de oficinas e, no sábado – dia 8, haverá demonstração das atividades desenvolvidas nas oficinas dos dias anteriores.

“Os frutos desse congresso já estão acontecendo. A Seduc garantiu que o Espanhol será mantido! Todos os estados do Brasil estão discutindo hoje o que começou no Piauí. O estado implantou de Norte a Sul e de Leste Oeste. O Rio de Janeiro, São Paulo, Belém estão discutindo hoje esse mesmo assunto em congressos”, reforçou Dra. Margareth Torres.

“O congresso, sem dúvida, sensibiliza as pessoas envolvidas no ensino da língua espanhola, que atualmente é a 2ª língua mais falada do mundo, e é a língua dos acordos internacionais”, encerra.

Colaboradores do II Congresso Internacional de Ensino de Espanhol no Brasil

Ainda se configuram como parceiros do II Congresso o Núcleo de Estudos Hispânicos da Universidade Estadual do Piauí (NUEHIS/UESPI), o Plano Nacional de Formação de Professores da Educação Básica da Universidade Estadual do Piauí (PARFOR/UESPI), a Secretaria de Estado da Educação do Piauí (SEDUC-PI), a Associação de Professores de Espanhol do Estado do Piauí (APEEPI), a Embaixada da Espanha, o Programa de Pós-Graduação em Letras da Universidade Federal do Piauí (PPGeL/UFPI) e a Associação de Historiadores da América Latina e Caribe – Seção Brasil (ADHILAC-BRASIL).

II Congresso Internacional de Ensino de Espanhol no Brasil

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE