Menu...

Última Notícia

12 de dezembro de 2017

Cortejo Imperial finaliza as festas de 110 anos de tradição do Divino Espírito Santo, em Amarante


Hospital de Olhos

FESTA DO DIVINO EM AMARANTE – O Cortejo Imperial reuniu na manhã deste domingo (4), em Amarante, religiosos de vários municípios do Piauí e Maranhão na Festa do Divino, uma das maiores manifestações religiosas e mais tradicionais do Piauí, que completou 110 anos em 2017.

Gestos de fé e devoção estiveram evidentes durante as festividades iniciadas com os tríduos no último dia 1º, quinta-feira, encerrando neste domingo com a Missa de Pentecostes, celebrada pela Igreja católica 50 dias após a Páscoa.

O diretor espiritual da Paróquia de São Gonçalo de Amarante, Tertuliano Alves, presidiu a celebração.

Ao som dos tambores, da rabeca, dos cantadores e da banda Nova Euterpe, o Cortejo Imperial, teve devotos de outras paróquias, a exemplo da religiosa do bairro Mário Covas, em Teresina, Dona Maria da Conceição Lopes, de 74 anos.

“Eu já estou com três anos que venho a Amarante para participar desse acontecimento importante. Eu gosto muito das festividades do Divino. Essa festa de Amarante é linda demais, e realmente é divina”, afirmou a religiosa, que pertence á Paróquia São Lucas.

Pela primeira vez que veio a Amarante, Dona Diolinda Pereira da Silva, de 61 anos, do Dirceu I, em Teresina, diz que “só ouvia falar das maravilhas da Festa do Divino de Amarante”, e que precisava conhecer.

“Essa festa é maravilhosa! Eu só ouvia falar, mas posso dizer que tive o maior prazer de estar participando este ano. No próximo ano voltarei a Amarante”, disse ela.

Com vestimentas em vermelho e branco predominantes, o Cortejo Imperial trouxe, a exemplo dos anos anteriores, os sete dons: Ciência, Temor de Deus, Sabedoria, Piedade, Entendimento, Fortaleza e Conselho.

Os integrantes do grande cortejo seguiam a passos lentos em clima de oração pela avenida Coronel João Ribeiro Gonçalves Filho, na Vila Nova, já em clima de despedida das festividades deste ano.

Os agradecimentos à Paróquia, ao diretor espiritual e aos colaboradores em geral foram realizados por Melquíades Barroso, em substituição ao irmão, Marcelino Barroso, que está com problemas de saúde.

Emocionado pelo estado de saúde do irmão, pela grandeza da festa e pela contribuição do padre Tertuliano Alves nos últimos seis anos, Melquíades dirigiu-se ao pároco em especial com sentimentos de profunda gratidão. O tom dos agradecimentos foi em clima de despedida ao padre, que em julho deve deixar Amarante.

Cortejo Imperial, 110 anos de fé e tradição da Festa do Divino em Amarante | Fotos: Denison Duarte

Tags:

Comente aqui

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE