3:11 pm - terça-feira novembro 24, 0443

Pai vê filho morrer após acidente em Amarante: ‘Ele quis falar comigo e encheu os olhos d’água’

Edição e postagem: Denison Duarte, em 05-07-2017 12:30 | Última modificação: 05-07-2017 14:11
Pai vê filho morrer após acidente em Amarante: ‘Ele quis falar comigo e encheu os olhos d’água’

Foto: Denison Duarte

Hospital de Olhos

COLISÃO FRONTAL ENTRE MOTOS EM AMARANTE– Uma colisão entre duas motos deixou um morto por volta das 9h desta quarta-feira (5) na PI-130, nas proximidades da comunidade Barra da Muquila, em Amarante,.

Rogério Antonio da Cruz, de 35 anos, morreu no local. Ele conduzia uma moto XLR, de placa LWG-9075. A outra vítima, o empresário Aragão, dono das empresas Aragão Móveis e Papelaria Aragão, conduzia a moto de placa LVW-3916.

De acordo com informações da Polícia Civil, o empresário seguia de Amarante sentido Palmeirais, enquanto Rogério Antonio seguia com destino a Amarante.

Após invadir a contramão, o condutor Rogério Antonio colidiu frontalmente na moto do empresário Aragão, que foi arremessado para fora da pista.

Com graves ferimentos na perna, o empresário foi levado para o Hospital Dr. Francisco Ayres Cavalcante, em Amarante, e, em seguida, transferido para Teresina.

Rogério Antônio residia na comunidade Barra da Muquila, era casado com Militana Barbosa, era pescador e deixou três filhos. O empresário Aragão é casado com sócia Mônica Santos.

O pai de Rogério Antonio, Raimundo Antonio da Cruz, disse ao SOMOS NOTÍCIA que foi avisado do acidente, mas não sabia que a pessoa envolvida era o próprio filho.

“Quando me falaram do acidente, chamei algumas pessoas para ajudarmos a vítima que estava estendida no asfalto. Eu não sabia que era meu filho. Quando cheguei no local ele estava vivo, olhou para mim e quis falar comigo. Ele encheu os olhos d’água. Ele estava querendo se mexer, mas eu pedi que ele se acalmasse e não fizesse nenhum esforço”, disse o pai.

A vítima morreu minutos depois da chegada do pai. “Ele estava embriagado. Bebia todos os dias. Só parava quando estava tomando algum medicamento”, reforça Seu Raimundo Antonio.

A Polícia Civil esteve no local e confirmou que a colisão deixou fratura exposta na perna do empresário, mas não soube precisar as causas do acidente.

A colisão aconteceu em uma curva, em um trecho sem acostamento, o que facilita a ocorrência de acidentes na região.

Colisão frontal entre motos em Amarante | Fotos: Denison Duarte e Gilson Pachêco

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE