AMARANTE

Saúde

Capital paulista mantém vacinação no final de semana

Publicado em

Saúde


A capital paulista está disponibilizando aplicação de vacinas neste final de semana. Neste sábado (16), as AMAs/UBSs Integradas estão disponibilizando, até as 19 horas, vacinas contra covid-19, gripe, sarampo e poliomielite. Os locais de aplicação podem ser encontrados no portal Busca Saúde, da prefeitura.

Poderão se vacinar contra a covid-19 crianças de 5 a 11 anos de idade, adolescentes e adultos. Os postos aplicarão a primeira dose (D1), a segunda (D2) e doses adicionais de reforço (DAs).

Contra o vírus influenza, causador da gripe, a vacina está disponível para idosos acima de 60 anos e trabalhadores de saúde.

Contra o sarampo podem tomar a vacina crianças de seis meses e menores de cinco anos, profissionais de saúde e nascidos a partir de 1960. Para poliomielite estão aptas as crianças menores de cinco anos, sem histórico vacinal ou com esquema vacinal incompleto. Isso vale também para viajantes, imigrantes e refugiados de países endêmicos ou em surto.

Amanhã (17), domingo de Páscoa, a população poderá se vacinar contra a covid-19 e a gripe na tenda montada na avenida Paulista (nº 52), das 8h às 16h, e nos postos montados nos parques Buenos Aires, Severo Gomes, do Carmo, Vila Lobos, da Independência, e da Juventude, das 8h às 17h.

Leia Também:  Doença de Chagas e leishmaniose são o tema do Caminhos da Reportagem

Edição: Denise Griesinger

Fonte: EBC Saúde

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Saúde

Ministério da Saúde lança Campanha Nacional de Vacinação    

Publicados

em

O Ministério da Saúde lançou hoje (7), em São Paulo, a Campanha Nacional de Vacinação contra a poliomielite e de multivacinação. O objetivo é recuperar a cobertura vacinal de crianças e adolescentes que deixaram de tomar os imunizantes previstos no calendário nacional. 

A partir de amanhã (8),  cerca de 40 mil salas de vacinação em todo o país estarão abertas para aplicar doses de 18 tipos de imunizantes previstos no calendário nacional de vacinação para esse público. A campanha terminará em 9 de setembro. 

A vacinação contra a poliomielite é destinada para crianças menores de 5 anos. A multivacinação é para crianças e adolescentes menores de 15 anos.

Para crianças estarão disponíveis os seguintes imunizantes:  Hepatite A e B; Penta (DTP/Hib/Hep B), Pneumocócica 10 valente; VIP (Vacina Inativada Poliomielite); VRH (Vacina Rotavírus Humano); Meningocócica C (conjugada); VOP (Vacina Oral Poliomielite); Febre amarela; Tríplice viral (Sarampo, Rubéola, Caxumba); Tetraviral (Sarampo, Rubéola, Caxumba, Varicela); DTP (tríplice bacteriana); Varicela e HPV quadrivalente (Papilomavírus Humano).

Para adolescentes: HPV; dT (dupla adulto); Febre amarela; Tríplice viral; Hepatite B, dTpa e Meningocócica ACWY (conjugada).

Leia Também:  Serviço de Triagem pode fazer teste do pezinho de nascidos no Rio

Segundo o ministério, a partir dos três anos de idade, as vacinas de covid-19 podem ser administradas de forma simultânea ou com qualquer intervalo com os demais imunizantes. 

Ao participar do lançamento da campanha, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, disse que o último caso de pólio no Brasil foi registrado em 1989. Segundo ele, a cobertura vacinal da população está diminuiu em todo o mundo, principalmente durante o período da pandemia de covid-19. O ministro também conclamou as famílias a levarem as crianças para vacinar.

“Peço aos pais que levem seus filhos para as salas de vacinação. É inaceitável que, hoje, no século 21, 100 anos depois do esforço extraordinário de Oswaldo Cruz para introduzir esses conceitos sanitários no Brasil, nós tenhamos ainda crianças com doenças que podem ser evitáveis por vacina”, afirmou.

O ministério espera vacinar cerca de 14.3 milhões de pessoas contra a polio. Todos os imunizantes ofertados têm registro pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Leia Também:  Ginásio Verdão será transformado em hospital de campanha para atender pacientes com Covid-19

Edição: Fábio Massalli

Fonte: EBC Saúde

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

PIAUÍ

POLÍCIA

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA