AMARANTE

Esportes

Brasileiros levam prata e bronze em Mundial de Paracanoagem no Canada

Publicado em

Esportes

O Brasil subiu duas vezes ao pódio nesta sexta-feira (5) no Mundial de Paracanoagem em Halifax (Canadá).  Vice-campeão olímpico em Tóquio, Luis Carlos Cardoso voltou a conquistar prata nos 200 metros KL1 (prova em caiaque com atletas que usam somente os braços).  E teve também pódio feminino com Mari Santilli, que brilhou com o bronze em sua estreia na disputa dos 200m VL3 (canoa havaiana na qual o competidor usa braços, o tronco e as pernas na remada).

Assim como nos Jogos de Tóquio, o piauiense Luís Carlos deixou escapara o ouro para o mesmo adversário: o húngaro Peter Kiss que cruzou a linha de chegada em 48s40. O brasileiro chegou em segundo lugar (49s14) e o bronze ficou com francês Remy Bolle (50s98).

“Estou feliz demais. Faz 10 anos que estou na canoagem, todo ano conquistou uma medalha e este ano não poderia ser diferente. Quase peguei o primeiro lugar, mas vou trabalhar cada vez mais para garantir esse primeiro lugar aí”, disse Luís Carlos,  logo após a prova.

Mari Santilli conquista bronze no Mundial de Paracanoagem 2022 Mari Santilli conquista bronze no Mundial de Paracanoagem 2022

Logo na estreia na categoria VL3, Mari Santilli garantiu o bronze no Mundial de Paracanoagem, ficando atrás apenas das experiente britânicas Charlote Henshaw (ouro) e Hope Gordon (prata) –  Fabio Canhete/CBCa/Direitos Reservados

Leia Também:  Palmeiras derrota Juventude e se aproxima da liderança do Brasileiro

A paranaense Mari Santilli também comemorou muito o bronze, sua primeira medalha na canoa havaiana. Ela completou a prova nos 200m VL3 na terceira posição,  em 1m03s97, atrás das experientes britânicas Charlote Henshaw (59s58) medalha de ouro, e Hope Gordon (1m00s84) que ficou com a prata.

“Eu sou categoria baby, estreia, elas são mais experientes, então 2023 que me aguarde”, projetou Santilli, que volta a competir às 10h52 deste sábado (6), na final dos 200m do caiaque (KL3).

Fonte: EBC Esportes

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Esportes

Bia Haddad supera a polonesa Iga Swiatek, atual número 1 do mundo

Publicados

em

Nesta quinta-feira (11), a brasileira Bia Haddad deu mais uma prova de que vive um momento especial na carreira ao derrotar a polonesa Iga Swiatek, atual número 1 do mundo, por 2 sets a 1 (parciais de 6/4, 6/3 e 7/5) para se classificar para as quartas de final do WTA 1000 de Toronto (Canadá).

“Tênis em um nível como esse, independente de onde você joga, é necessário dar o máximo e ir até o limite. Estou muito feliz e orgulhosa de mim e do meu time”, afirmou a brasileira em entrevista concedida após a partida ainda em quadra.

O próximo desafio da brasileira será a vencedora do duelo entre a espanhola Garbiñe Muguruza e a suíça Belinda Bencic, que já bateu na competição a norte-americana Serena Williams.

A atual temporada tem sido especial para a paulista de 26 anos, que na última segunda (8) alcançou a 24ª posição do ranking da Associação Internacional de Tênis Feminino (WTA, sigla em inglês). Neste ano Bia faturou os dois principais títulos da carreira (os WTA 250 de Nottingham e Birmingham, ambos na Inglaterra), além de ser campeã no WTA 125 de Saint Malo (França). Já nas duplas a brasileira começou o ano levando o título no WTA 500 de Sidney (Austrália), ao lado da cazaque Anna Danilina. Em junho, além do título de simples levantou o troféu de duplas no WTA 250 de Nottingham, desta vez em parceria com a chinesa Shuai Zhang.

Leia Também:  Piauiense se emociona em ônibus ao saber de convocação para a seleção sub-17; "chorei, e não foi pouco"

Fonte: EBC Esportes

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

PIAUÍ

POLÍCIA

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA