AMARANTE

Subsídio a artistas

Prefeitura de Palmeirais cadastra mais de 80 artistas locais na Lei Aldir Blanc

Avatar

Publicado em

Notícias de Palmeirais

O município de Palmeirais deu início ao cadastro dos artistas da terra interessados em receber o subsídio previsto no inciso II do artigo 2º da Lei nº 14.017/2020, Lei Aldir Blanc. Segundo a Secretaria de Cultura, mais de 80 pessoas já estão inscritas para receber o recurso.

A crise gerada pela pandemia do novo coronavírus, a exemplo dos demais municípios, dificultou também a vida dos profissionais de Palmeirais ligados às manifestações e grupos culturais, artesãos, como também artistas da música e do lazer e entretenimento.

“Eles estão todos sem trabalhar e, quando entramos (na Secretaria de Cultura), ficamos preocupados. Com a ajuda do Romério (escritor e ex-secretário de Cultura) nós pensamos em, primeiramente, resolver essa situação. O nosso prefeito teve uma visão muito boa em relação a essa crise que afetou nossos artistas de Palmeirais”, disse a secretária de Cultura, Claudilene Almeida, que também é cantora e radialista.

Após a nomeação ao cargo, há pouco mais de 2 meses, Claudilene decidiu por fazer o diagnóstico da situação dos artistas do município. “O objetivo era saber o que nós temos de artistas. Estamos fazendo o cadastramento na Lei Aldir Blanc, e conseguimos mais de 80 artistas da terra”, completou.

Leia Também:  Servidores da Câmara de Amarante testam negativo para a Covid-19

O pintor Leandro das Neves disse ao Somos Notícia que está feliz com o cadastro, que vai possibilitar o recebimento do subsídio da Lei Aldir Blanc. “A secretária está trazendo essa oportunidade para nós, e isso me deixa muito feliz. Ela está mostrando muito bem o seu trabalho com os artistas de Palmeirais.”

A artesã Maria Angelita Vieira da Silva, de 55 anos, conhece de perto os efeitos da crise provocada pela pandemia do novo coronavírus. Ela é tesoureira da Associação de Mulheres Produtoras Rurais da Comunidade Riacho dos Negros, em Palmeirais. A entidade existe desde 2012. Ela e outras 42 sócias desenvolvem atividades diversas como confecção de bolsas de fibras de buriti, fabricação de azeite, óleo de pequi, doce, brincos de fibra de buriti, dentre outras.

“Desde o dia 25 de março estamos sem atividades, pois não temos condições de vender nossos produtos por causa da pandemia. Estamos cadastrados para receber o auxílio (da Lei Aldir Blanc), e isso é uma iniciativa muito boa porque o município estava precisando de pessoas que valorizassem o nosso trabalho”, disse a artesã em entrevista ao site.

O secretário de Cultura e Turismo de Amarante, Ronaldo Brandão, esteve em reunião na manhã desta quarta-feira na Prefeitura de Palmeirais com as secretárias Claudilene Almeida (Cultura), Cássia Barbosa (Finanças) e outros assessores da administração municipal. Ele destacou que a parceria gera valorização cultural entre as cidades. “Nós fomos procurados para ajudá-los a fazer o plano de ação e todo o trâmite para que o município não perca o recurso da Lei Aldir Blanc. Tudo funciona sob forma de parceria, o que vai valorizar culturalmente o Médio Parnaíba”, disse.

Leia Também:  Dona Irene volta para casa em Palmeirais após 19 dias internada com Covid-19

A Lei Aldir Blanc

A lei teve o seu nome em homenagem ao compositor Aldir Blanc, que morreu no Rio de Janeiro em maio do ano passado. Ele foi vítima da covid-19. Referência na Música Popular Brasileira, Blanc teve algumas de suas composições imortalizadas na voz de Elis Regina como “O Bêbado e a Equilibrista”.

O inciso II refere-se ao subsídio mensal para manutenção de espaços artísticos e culturais, microempresas e pequenas empresas culturais, cooperativas, instituições e organizações culturais comunitárias que tiveram as suas atividades interrompidas por força das medidas de isolamento social.

Inscrição dos artistas de Palmeirais

Fotos: Leomar Duarte | Somos Notícia

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Notícias de Palmeirais

Palmeirais vai realizar em julho a I Romaria dos Vaqueiros; veja como participar!

Avatar

Publicados

em

O município de Palmeirais está se preparando para a I Romaria dos Vaqueiros, que vai acontecer no dia 11 de julho com vasta programação à vaqueirama de toda a região.

Uma das condições da organização do evento é que os participantes obedeçam às medidas sanitárias, mantendo o devido distanciamento, uso de máscara e de álcool em gel.

I Romaria dos Vaqueiros – Percurso

Prevista para as 05h, a concentração acontece com um café da manhã na praça da Igreja Matriz da cidade, e saída às 06h. A cavalgada terá como destino o Santuário da Taboca Redonda, no Maranhão, com chegada às 10h.

O retorno da Romaria dos Vaqueiros a Palmeirais acontece por volta das 11h30. Ao final do evento, por volta das 13h, haverá um churrasco e sorteio de brindes para os vaqueiros na churrascaria Morro dos Bodes, no bairro Chapéu de Couro.

“Será um momento de devoção e de muita alegria. Na ocasião iremos reinaugurar a Churrascaria Chapéu de Couro – Morro dos Bodes, no Bairro Bacuri, com a Festa Vaqueiros. Na oportunidade, iremos sortear brindes para todos os vaqueiros que que participarem do evento.”, disse o secretário municipal de Esportes e Lazer, Filipe Teixeira.

Leia Também:  Servidores da Câmara de Amarante testam negativo para a Covid-19

A organização do evento informa que a inscrição é grátis, e será realizada na Secretaria Municipal de Esportes e Lazer, e que os primeiros 40 vaqueiros inscritos ganharão a camisa da I Romaria dos Vaqueiros.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

PIAUÍ

POLÍCIA

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA