AMARANTE

Política

Ziza Carvalho destaca a audiência pública sobre uso medicinal da cannabis

Publicado em

Política


O deputado estadual Ziza Carvalho (PT), durante a sessão plenária da Assembleia Legislativa do Piauí (Alepi) desta quinta-feira (4), registrou seu contentamento com a Audiência Pública sobre o uso da cannabis para fins medicinais. Para o parlamentar, a reunião foi fundamental para que fosse entendida a importância da liberação desses medicamentos.

Na Audiência Pública foi mostrado que, no Piauí, são pelo menos 20 mil pessoas precisando de medicamentos proveniente da cannabis apenas para os casos de epilepsia. “A quantidade de pessoas que dependem dessa substância no Piauí, o canabidiol, é imensa. Inclusive o doutor Geraldo Barbosa mostrou que no Piauí pelo menos 20 mil pessoas epilépticas necessitariam em tese dessa medicação, fora outros depoimentos de pais, mães e pacientes que nos sensibilizaram bastante”, explana o deputado.

Conforme o parlamentar, projetos de lei semelhantes estão sendo discutidos e aprovados em outros Estados brasileiros, tendo em vista que o Congresso Nacional até hoje não fez a legislação nacional. Desde 2015 que tramita e sem resolutividade” Dessa forma, sem ação a nível federal, é de competência dos Estados legislar sobre saúde pública.

Leia Também:  Jair Bolsonaro confirma valor de R$ 600,00 para trabalhador informal

A reunião contou com a presença de diversos interessados e especialistas, como da vereadora Elzuila Calisto (PT), que tem proposta semelhante na Câmara de Vereadores de Teresina, de Paulo Jordão, professor da Universidade Federal do Piaui (UFPI), Hermes Santana, médico anestesista, e outros. “Ouvimos depoimentos de profissionais, médicos, pacientes, doutores, pesquisadores da Universidade Federal do Piauí, e que realmente abriram nossas cabeças sobre a importância e a necessidade da liberação desses medicamentos”, afirma o parlamentar.

CASAMENTO
– Concluindo sua fala, Ziza Carvalho parabenizou o deputado federal Marco Aurélio Sampaio (MDB), filho do presidente da Alepi, Themístocles Filho (MDB), pelo casamento com Manuela Martins.

Iury Parente – Edição: Katya D’Angelles

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Política

Escola Cidadão Cidadã vai adotar modelo híbrido na volta às aulas

Publicados

em


Atenta ao crescimento do número de infectados pela Covid-19 e pela variante H3N2 do vírus Influenza no mês de janeiro, a Escola Cidadão Cidadã decidiu que o início das aulas, na próxima segunda-feira (24), adotará o modelo híbrido. A adesão à medida segue uma nota técnica publicada no começo de janeiro pela Secretaria de Saúde do Estado do Piauí (Sesapi) e atende à preocupação de alguns pais com o momento de ascensão dos casos de virose em Teresina.

A decisão acompanha o momento da campanha de vacinação no estado. Alunos com idade igual ou maior a 12 anos só poderão assistir às aulas presencialmente apresentando cartão de vacinação Covid-19 atualizado. Para os com menos de 12 anos, a comprovação da vacina ainda não será obrigatória, mas a escola seguirá o protocolo sanitário que limita o número de alunos nas salas. Professores, pais, responsáveis e demais trabalhadores também serão obrigados a mostrar o comprovante de vacinação com pelo menos duas doses.

Para os alunos vacinados que tenham a partir de 12 anos e para os estudantes com menos de 12 anos, a escolha por assistir às aulas presencialmente ou online, neste primeiro momento, ficará a critério dos pais. Apenas as avaliações serão realizadas, obrigatoriamente, no formato presencial.

Leia Também:  Teresa Britto propõe audiência pública para discussão da crise no sistema de transporte público

Medidas de proteção como uso obrigatório de máscaras, incentivo à constante higienização das mãos e manutenção de ambientes com ventilação natural continuarão sendo adotadas para seguir a nota técnica da Sesapi e proteger a comunidade escolar. A limpeza dos ambientes e o controle dos casos de Covid-19 entre estudantes também serão mantidos.

Confira o informativo publicado pela Supervisão Pedagógica da Escola Cidadão Cidadã:

“Senhores pais ou responsáveis,
Informamos que devido ao grande número de pessoas infectadas nesse momento pelos vírus Covid-19 e H3N2, nossas aulas irão iníciar dia 24/01/2022, na modalidade híbrida, conforme as observações a seguir:
1 – Para todos os alunos com idade igual ou superior a 12 anos será obrigatória a apresentação do cartão de vacinação Covid-19 atualizado;
2 – Não haverá rodízio e nem grupos, ficando a critério das famílias assistir às aulas presenciais ou online;
3 – Todas as provas serão aplicadas presenciais;
4 – O uniforme é obrigatório a partir do primeiro dia de aula.
5 – O acesso à escola para pais e responsáveis somente com a apresentação do cartão de vacinação Covid-19.

Atenciosamente, 

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

PIAUÍ

POLÍCIA

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA