AMARANTE

ESPORTES

Vasco celebra centenário do nascimento do goleiro Barbosa

Avatar

Publicado em

ESPORTES


No dia 27 de março de 1921 nasceu um dos maiores goleiros da história do futebol brasileiro, Moacir Barbosa. Ele começou a carreira como ponta-esquerda, mas mudou de posição quando foi defender o Clube Atlético Ypiranga, de São Paulo.

Em 1945, chegou ao Vasco da Gama para ser o número um da equipe que ficou conhecida como Expresso da Vitória. Defendendo o Cruzmaltino conquistou seis edições do Campeonato Carioca e o Sul-Americano de Campeões.

Mas foi na seleção brasileira, pela qual foi campeão da América do Sul, que viveu o momento mais marcante da carreira. No dia 16 de julho de 1950, diante de 199.854 pessoas, ele tomou os dois gols da derrota de 2 a 1 do Brasil para o Uruguai na grande decisão da Copa do Mundo no estádio do Maracanã.

A partir daí, ele passou a viver com um grande estigma, o de que seria o grande culpado por uma das maiores derrotas da história do futebol brasileiro, que ficou conhecida como Maracanazo.

Leia Também:  Neymar recebe tratamento intensivo para pegar Colômbia

Posição que, para o comentarista da Rádio Nacional Marcio Guedes, não é justa: “Sem dúvida é uma grande injustiça que alguém culpe Barbosa pela tragédia da Copa de 1950. Que eu nem considero tragédia, considero um jogo infeliz para a seleção brasileira, que estava cheia de otimismo”.

Barbosa morreu no ano 2000, aos 79 anos, mas segue lembrado pelo clube no qual mais se destacou, o Vasco. A equipe Cruzmaltina fez uma camisa comemorativa por ocasião do nascimento do goleiro e um grande mosaico no estádio de São Januário.

“Que o Babosa descanse em paz, porque foi um grande goleiro. Um dos melhores goleiros do futebol brasileiro. Inclusive, na seleção, teve jornadas espetaculares. Foi um dia infeliz de todos”, conclui Guedes.

Edição: Verônica Dalcanal

COMENTE ABAIXO:
Avatar

Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

ESPORTES

Pré-Olimpicos de Saltos Ornamentais e Águas Abertas têm novas datas

Avatar

Publicados

em


A Federação Internacional de Natação (Fina) anunciou nesta sexta-feira (8) que remarcou para o período de 1 a 6 de maio a Copa do Mundo de Saltos Ornamentais em Tóquio (Japao), e realizará o Pré-Olímpico de Águas Abertas (maratonas aquáticas) nos dias 19 e 20 de junho, na cidade de Setúbal (Portugal). As competições foram adiadas no último dia 1º de abril, em razão da pandemia do novo coronavírus (covid-19). 

Por meio de nota oficial, a entidade disse que ainda estuda uma nova data para o Pré-Olímpico de Nado Artístico, inicialmente marcado para o período de 18 a 23 de abril, em Tóquio. O torneio foi cancelado no último dia 3, também em razão da pandemia. 

No Pré-Olímpico de Saltos Ornamentais, o Brasil será representado por oito atletas classificados em seletiva realizada em fevereiro, no  Rio de Janeiro: Ingrid Oliveira, Giovanna Pedroso, Anna Lucia Santos, Luana Lira, Isaac Souza, Ian Matos, Luis Felipe Moura e Kawan Pereira. 

Leia Também:  Governo fluminense nega liberar estádios para Campeonato Paulista

Em março, foi realizada a Seletiva Brasileira para o Pré-Olímpico de Maratona Aquática. Foi definido que Guilherme Costa e Allan do Carmo representarão o Brasil em busca da última vaga para as Águas Abertas.

Os nadadores Guilherme Costa e Allan do Carmo vão brigar pela da última vaga para no Pré-Olímpico de  Águas Abertas. Eles se classificaram em março, em seletiva brasileira. 

No Pré-Olímpico de Nado Artístico, o país terá o dueto Laura Micucci e Luisa Borges.

Edição: Cláudia Soares Rodrigues

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

PIAUÍ

POLÍCIA

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA